sicnot

Perfil

País

Saída da UE deve ser "separação amigável" e não um "divórcio litigioso", defende Passos Coelho

O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, defendeu hoje, em Bruxelas, que a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), na sequência de um referendo, deve ser uma "separação amigável" e não um "divórcio litigioso".

À entrada para a habitual reunião do Partido Popular Europeu antes das cimeiras de chefes de Estado e do Governo dos ainda 28 países da UE, Pedro Passos Coelho afirmou aos jornalistas que se poderá "diminuir a incerteza" com uma "declaração forte de todos os envolvidos de que não querem uma espécie de divórcio litigioso e que querem é uma separação amigável".

Para o social-democrata, se os 27 países continuarem a "comungar dos mesmos valores, princípios, mantendo uma proximidade política grande", assim como se continuar a existir um "espaço de livre comércio, com uma grande proximidade financeira", serão minimizados "os resultados negativos da saída" dos britânicos.

"O que está aqui em causa para os mercados, mas também para os cidadãos, é saber se vamos todos amuar e vamos todos levar ao máximo os efeitos negativos associados a esta decisão ou se vamos minimizá-los e procurar incutir confiança nos mercados e nos cidadãos e todos temos interesse na segunda opção", afirmou aos jornalistas.

Comentando a decisão de quinta-feira dos britânicos de saírem da UE, o antigo primeiro-ministro português quis ainda afastar "qualquer ideia de utilizar o processo de negociação para mostrar uma espécie de cartão amarelo a todos aqueles que na UE pudessem ter tentações de realizar referendos que visassem a saída".

"Castigar os britânicos como uma espécie de vacina para que outros europeus não sigam o mesmo caminho, é o caminho mais direto para que isso possa acontecer", notou.

Pedro Passos Coelho aproveitou para caracterizar o projeto europeu como "positivo, de prosperidade e de paz" e "não um penalizar com azia, com um sentimento de perda para com aqueles que quiseram e soberanamente tomaram uma decisão diferente".

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Mariana Mortágua acusa Governo anterior de deixar escapar milhões para offshores
    1:39

    Opinião

    Mariana Mortágua e Adolfo Mesquita estiveram na Edição da Noite da SIC Notícias para mais um Esquerda Direita. Mariana Mortágua acusou o Governo anterior de, por opção ou negligência, ter deixado escapar 10 mil milhões de euros para offshores. Já Adolfo Mesquita Nunes, do CDS-PP, desvalorizou o assunto afirmando que serve apenas para desviar as atenções da questão da Caixa Geral de Depósitos

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.