sicnot

Perfil

País

Fenprof espera que verbas para ensino artístico cheguem na próxima semana

A delegação sindical que hoje se deslocou ao Ministério da Educação, para reivindicar o pagamento atempado dos salários aos professores do ensino artístico, manifestou-se convicta de que as verbas necessárias serão desbloqueadas na próxima semana.

© Dado Ruvic / Reuters

Secretário-geral da FENPROF, Mário Nogueira.27 de junho de 2016.

Secretário-geral da FENPROF, Mário Nogueira.27 de junho de 2016.

Tiago Petinga

"Até ao final desta semana, os problemas que foram colocados pelo Tribunal de Contas terão uma resposta", disse à agência Lusa o secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), à saída de uma reunião com o chefe de gabinete da secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão.

O dirigente sindical referia-se a questões que precisavam de uma fundamentação jurídica, na sequência de um concurso extraordinário aberto na anterior legislatura para reforçar em quatro milhões de euros as verbas destinadas ao funcionamento dos conservatórios privados, uma vez que o Estado não dispõe deste tipo de escolas em várias regiões do país.

"A fundamentação e as dúvidas do Tribunal de Contas tiveram de ser esclarecidas por um governo que não foi o autor do concurso", afirmou Mário Nogueira, que acompanhou uma delegação composta por responsáveis destas escolas.

De acordo com Mário Nogueira, "se tudo correr bem", o problema deverá ser resolvido na próxima semana.

"Se esses quatro milhões não forem rapidamente desbloqueados -- na próxima semana ou 15 dias no máximo -- os salários de julho e agosto, bem como os subsídios de férias, estão obviamente postos em causa", alertou.

A mesma fonte indicou que a decisão final será sempre do Tribunal de Contas, mas que o Ministério da Educação se comprometeu a assegurar os salários através de "um plano B", caso se revele necessário.

"É verba que já deveria ter sido paga porque corresponde a alunos que desde o primeiro período do ano passado estão a ter aulas e até agora não foi ainda feito qualquer financiamento", explicou.

A Fenprof espera reunir-se nos próximos dias com a secretária de Estado, para discutir o futuro modelo de financiamento do ensino artístico, por forma a assegurar que os professores não corram o risco de ficar com salários em atraso todos os anos.


Lusa

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.