sicnot

Perfil

País

Fenprof espera que verbas para ensino artístico cheguem na próxima semana

A delegação sindical que hoje se deslocou ao Ministério da Educação, para reivindicar o pagamento atempado dos salários aos professores do ensino artístico, manifestou-se convicta de que as verbas necessárias serão desbloqueadas na próxima semana.

© Dado Ruvic / Reuters

Secretário-geral da FENPROF, Mário Nogueira.27 de junho de 2016.

Secretário-geral da FENPROF, Mário Nogueira.27 de junho de 2016.

Tiago Petinga

"Até ao final desta semana, os problemas que foram colocados pelo Tribunal de Contas terão uma resposta", disse à agência Lusa o secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), à saída de uma reunião com o chefe de gabinete da secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão.

O dirigente sindical referia-se a questões que precisavam de uma fundamentação jurídica, na sequência de um concurso extraordinário aberto na anterior legislatura para reforçar em quatro milhões de euros as verbas destinadas ao funcionamento dos conservatórios privados, uma vez que o Estado não dispõe deste tipo de escolas em várias regiões do país.

"A fundamentação e as dúvidas do Tribunal de Contas tiveram de ser esclarecidas por um governo que não foi o autor do concurso", afirmou Mário Nogueira, que acompanhou uma delegação composta por responsáveis destas escolas.

De acordo com Mário Nogueira, "se tudo correr bem", o problema deverá ser resolvido na próxima semana.

"Se esses quatro milhões não forem rapidamente desbloqueados -- na próxima semana ou 15 dias no máximo -- os salários de julho e agosto, bem como os subsídios de férias, estão obviamente postos em causa", alertou.

A mesma fonte indicou que a decisão final será sempre do Tribunal de Contas, mas que o Ministério da Educação se comprometeu a assegurar os salários através de "um plano B", caso se revele necessário.

"É verba que já deveria ter sido paga porque corresponde a alunos que desde o primeiro período do ano passado estão a ter aulas e até agora não foi ainda feito qualquer financiamento", explicou.

A Fenprof espera reunir-se nos próximos dias com a secretária de Estado, para discutir o futuro modelo de financiamento do ensino artístico, por forma a assegurar que os professores não corram o risco de ficar com salários em atraso todos os anos.


Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.