sicnot

Perfil

País

Bombeiros enfrentam dificuldades no combate às chamas em Monchique

O comandante distrital da Proteção Civil de Faro disse à Lusa que os bombeiros "enfrentam dificuldades por falta de acessos" no combate ao fogo florestal que lavra desde 17:20 na Serra de Monchique, no barlavento algarvio.

(Arquivo)

(Arquivo)

Lusa

O fogo que se desenvolve ativamente "numa grande frente" está a ser combatido apenas por cinco meios aéreos, já que 133 homens mobilizados e 39 veículos não têm condições para chegar junto à frente de fogo, disse Vaz Pinto, comandante distrital da Proteção Civil de Faro.

O responsável acrescentou que "alguns dos acessos estavam a dificultar a ação dos bombeiros devido a restos de eucaliptos e outras árvores deixadas pelos madeireiros".

O fogo lavra no flanco oeste da serra de Monchique, no limite que divide os concelhos de Monchique e Aljezur, na região leste do Algarve.

No combate às chamas estão envolvidas três máquinas - duas de rastro e uma retroescavadora -, para abrir e limpar caminhos, possibilitando o avanço dos bombeiros para combater as chamas.

O fogo continua incontrolável, tendo Vaz Pinto admitido que se pode prolongar durante a noite.

Por seu turno, o presidente da Câmara de Monchique, Rui André, disse à Lusa, que "o fogo está a consumir uma área de mato, havendo habitações dispersas pela serra, mas que até ao momento não correm qualquer risco".

A vila de Monchique localiza-se a 30 quilómetros da cidade de Portimão, no litoral, e a cerca de 35 da de Silves, no interior algarvio.

Lusa

  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • O que separa a Catalunha do resto de Espanha?
    2:12

    Mundo

    Desde 1640, as revoltas catalãs representam a vontade pela distância e pela independência. Numa região que não é reconhecida formalmente como Nação, na Catalunha entende-se e fala-se mais castelhano do que catalão. Mas o que realmente separa a Catalunha do resto de Espanha?

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Defesa de Sócrates diz que junção do caso Rio Forte à Operação Marquês é ilegal
    0:50

    Operação Marquês

    A defesa de José Sócrates diz que a junção do caso Rio Forte à Operação Marquês é ilegal. A aplicação de 900 milhões de euros da PT no BES foi anexada ao processo, por suspeita de luvas pagas por Ricardo Salgado a Zeinal Bava e Henrique Granadeiro, também arguidos. A defesa do antigo primeiro-ministro já contestou a decisão. Diz que é uma forma de confundir o processo para ocultar, mais uma vez, a falta de provas contra Sócrates.

  • Família Portugal Ramos
    15:01