sicnot

Perfil

País

Cartão Jovem chega à idade adulta

Com 30 anos de idade, o Cartão Jovem conquistou mais de seis milhões de pessoas em Portugal, contando hoje com 166 mil utilizadores, e tem vindo a adaptar-se à novas tecnologias para conquistar utentes.

http://microsites.juventude.gov.pt

Em declarações à agência Lusa, Carlos Nunes, diretor comercial da Movijovem, entidade responsável pelo Cartão Jovem, disse que "a organização vai lançar um novo website com acesso a toda a informação relativa ao Cartão Jovem, juntamente com uma aplicação para smartphones, que irá permitir identificar todas as vantagens nacionais e europeias, através da consulta à rede de parceiros", os quais conferem descontos a todos os titulares.

A música "Faz Mais, Vive Mais" foi criada pelo grupo ÁTOA para a celebração dos 30 anos e dá o mote às iniciativas da Movijovem, que foi reconhecida como a melhor organização da European Youth Card Association (Associação Europeia do Cartão Jovem) e premiada na Assembleia Geral Europeia do Cartão Jovem, no princípio de junho, pelo trabalho realizado a nível nacional, mas também pelo contributo europeu que tem sido dado através da colaboração com o European Youth Card (Cartão Europeu de Juventude).

O cartão, que custava inicialmente 500 escudos (dois euros e meio) para jovens com idades entre os 14 e os 25 anos pode ser hoje adquirido pelo valor de 10 euros, desde os 12 aos 29 anos, tendo o número de vantagens oferecidas aos seus utilizadores crescido desde o seu lançamento, a 01 de julho de 1986.

Em 1990, Portugal registou a mais alta adesão da Europa ao Cartão Jovem, com 300 mil unidades vendidas, valor que quase duplica os 166 mil utilizadores atuais.

Os três primeiros cartões jovens foram entregues pelo Secretário de Estado da Juventude da altura, Couto dos Santos, aos desportistas Nuno Marques, considerado por alguns como "um dos melhores tenistas de todos os tempos", mas também a José Évora, futebolista júnior, e a Paula Lamego, nadadora do Sporting Clube de Portugal.

O Cartão Jovem, que iniciou a sua aplicação em França, seguindo-se a adesão de Portugal, encontra-se hoje em 36 países europeus, tendo mais de 70 mil vantagens ao dispor dos seus utilizadores.

Para além do Cartão Jovem clássico, a Movijovem criou outras opções, como o cartão de débito Mega Cartão Jovem, o Cartão Jovem Municipal, em 99 municípios ativos com isenções de taxas e licenças, o Cartão Jovem Galp com descontos em combustíveis ou o Cartão Jovem Académico.

Ainda que os novos cartões, principalmente o de débito e o Municipal, sejam os que têm maior adesão pelos utilizadores, existem também aqueles ligados ao setor desportivo, como o Cartão Jovem que compreende parcerias com clubes de futebol e o Cartão Jovem Atleta, através de parcerias com federações desportivas, que têm crescido para responder à procura.

A perspetiva social e solidária do Cartão Jovem tem como foco a promoção da mobilidade para os jovens, essencialmente os que têm menos recursos financeiros para usufruir do acesso a serviços, criação de bens e produtos que de outra forma não teriam essa possibilidade.

Lusa