sicnot

Perfil

País

Ministério afirma que foram desbloqueadas verbas para o ensino artístico

O Ministério da Educação anunciou que estão desbloqueadas as verbas em atraso para o ensino artístico, com os respetivos contratos visados favoravelmente pelo Tribunal de Contas.

"Esta decisão permite pagar todas as verbas contratadas com as escolas do ensino artístico especializado, logo que sejam regularizados, pelas entidades envolvidas, os respetivos emolumentos", afirma o ministério em comunicado.

Em causa estão contratos adicionais a financiamento estatal celebrados ao abrigo de um concurso extraordinário, lançado no ano passado, para que o ensino artístico especializado abranja alunos de regiões onde não existe oferta pública de conservatórios.

"Desta forma, findo este processo de obtenção de visto, os alunos do ensino artístico especializado ficam com o seu percurso académico garantido e as escolas aptas a pagar os salários aos professores", lê-se no documento.

A tutela recorda que quando o atual governo tomou posse teve de resolver "todos os problemas relativos à obtenção de visto" para os contratos decorrentes do concurso ordinário lançado na anterior governação PSD-CDS.

Foi igualmente feito um concurso extraordinário para dar resposta a carências nesta rede de ensino que obrigou o Ministério da Educação a "fundamentar juridicamente um procedimento que não era da sua responsabilidade".

Segundo o ministério, foi necessário esclarecer "um conjunto de dívidas levantadas pelo Tribunal de Contas", fundamentação essa que "acaba de conduzir ao respetivo favorável".

Lusa

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.