sicnot

Perfil

País

Alerta para temperaturas elevadas nos próximos dias

A Direção-Geral da Saúde (DGS) emitiu hoje um alerta, à população em geral e em particular às pessoas mais vulneráveis, para que adotem medidas de prevenção contra as temperaturas elevadas, esperadas para os próximos dias.

(Arquivo)

(Arquivo)

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, prevê-se um aumento significativo das temperaturas a partir de quinta-feira, dia 14 de julho, até dia 20 de julho, pelo menos.

A temperatura máxima vai registar valores superiores a 30ºC, em praticamente todo o território, podendo atingir valores de 38º a 42ºC, em especial nas regiões do interior.

Neste contexto, a DGS "recomenda a adoção de medidas gerais de prevenção destinadas à população em geral e medidas específicas para pessoas mais vulneráveis aos efeitos do calor", nomeadamente bebés e crianças pequenas, idosos, doentes crónicos, praticantes de desporto e pessoas isoladas e em carência económica e social.

Assim, para "se proteger dos efeitos negativos do calor intenso" a DGS recomenda que as pessoas se mantenham hidratadas, protegidas do calor e com a casa fresca.

Para quem tem problemas de saúde, a DGS aconselha a estar especialmente atento e protegido.

Segundo a página da DGS é igualmente importante estar em contacto e atento aos outros, bem como manter-se informado.

Lusa

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa para receber dois beijos. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Letizia, uma rainha da nova geração
    2:01