sicnot

Perfil

País

Unidade que opera transexuais investigada por queixas à Ordem dos Médicos

Unidade que opera transexuais investigada por queixas à Ordem dos Médicos

A Inspeção-Geral das Atividades de Saúde investigou a única unidade pública que opera transexuais, depois da Ordem dos Médicos receber queixas. Concluiu-se que a unidade precisa de criar uma lista de espera específica para estes utentes e reforçar a equipa cirúrgica. A administração do Hospital de Coimbra diz que não está em causa a qualidade dos tratamentos.

  • Investigada unidade de saúde que opera transexuais
    6:00

    País

    A Inspeção-Geral das Atividades em Saúde está investigar uma unidade no Hospital de Coimbra, que é a única que realiza cirurgias de mudança de sexo no Serviço Nacional.A Ordem dos Médicos recebeu queixas de transexuais insatisfeitos com a qualidade da técnica e com os tempos de espera. Há um ano, a situação foi denunciada numa reportagem da SIC.

  • Meses à espera para mudar de sexo
    11:06

    Reportagem Especial

    Dezenas de transexuais esperam há vários meses por uma cirurgia de mudança de sexo, alegando que o Hospital de Coimbra, o único a operar pelo Serviço Nacional de Saúde, não está a dar resposta. A direção da unidade diz que os tempos de espera estão dentro do previsto para doentes não urgentes. Em Portugal, há cerca de 150 transexuais, mas nem todos querem levar o processo cirúrgico até ao fim.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.