sicnot

Perfil

País

Correia de Campos longe dos dois terços necessários para presidente do CES

O antigo ministro socialista Correia de Campos falhou hoje a eleição para o cargo de presidente do Conselho Económico Social (CES), obtendo dos 221 deputados presentes apenas 105 votos favoráveis, quando precisava de dois terços de aprovações.

A mesa da Assembleia da República anunciou que Correia de Campos, nome anunciado na sexta-feira como resultado de um acordo entre o PSD e o PS, registou 93 votos brancos e 23 nulos.

Na sequência deste resultado, a bancada do PS já anunciou que tomará ainda esta tarde uma posição sobre a falhada eleição Correia de Campos para o cargo de presidente do CES.

Após meses de impasse, na sexta-feira passada o PSD e PS chegaram a um acordo para que o socialista Correia de Campos sucedesse Luís Filipe Pereira (também antigo ministro da Saúde, mas dos executivos de Durão Barroso, PSD/CDS) no cargo de presidente do CES.

Como contrapartida da indicação de Correia de Campos para presidente do CES, o PS comprometeu-se a aceitar uma proposta do PSD quando se colocar a questão da substituição do provedor de Justiça em 2017.

Lusa

  • Hoje é notícia

    País

    A Direção-Geral do Orçamento divulga a síntese de execução orçamental em contas públicas do primeiro trimestre, sendo que o Governo pretende reduzir o défice para 0,7% do PIB em contabilidade nacional em 2018. O secretário-geral do PS, António Costa, apresenta a moção de orientação política que irá levar ao congresso do partido, marcado para maio. O BCE deverá deixar as taxas de juro inalteradas na reunião de política monetária de hoje, em Frankfurt.

  • O portal onde pode consultar certidões e outros documentos sem sair de casa
    7:37
  • Presidente da Comunidade de Madrid demite-se depois da divulgação de vídeo de roubo
    1:27