sicnot

Perfil

País

Onze distritos sob aviso amarelo devido ao tempo quente

Onze distritos vão estar sob aviso amarelo entre sábado e segunda-feira, devido ao tempo quente, com temperaturas máximas acima dos 35 graus, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, os distritos de Évora, Porto, Setúbal, Santarém, Lisboa, Leiria, Beja, Aveiro, Coimbra, Portalegre e Braga vão estar sob 'Aviso Amarelo' entre as 09:00 de sábado e as 06:00 de segunda-feira devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima.

O 'Aviso Amarelo' é o terceiro mais grave numa escala de quatro e significa "risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica".

Na quinta-feira, a meteorologista do IPMA, Cristina Simões adiantou à agência Lusa que a partir do fim de semana as temperaturas máximas vão voltar a subir, podendo atingir os 39/40 graus Celsius.

"A partir do fim de semana, as temperaturas máximas voltam a subir, atingindo os 39/40 graus Celsius no interior e até no vale do Tejo vão estar acima de 37. Vamos ter no sábado e no domingo céu pouco nublado ou limpo, vento a soprar mais intenso no litoral e nas terras altas, podendo atingir os 30/35 quilómetros por hora no litoral, em especial durante a tarde", adiantou.

Segundo Cristina Simões, as temperaturas mínimas vão subir no sábado e no domingo, ficando próxima dos 20 graus, podendo em algumas regiões ser superiores.

"No fim de semana vamos ter noites quentes, tropicais", referiu.

No que diz respeito ao início da semana, Cristina Simões indicou que as temperaturas deverão baixar na segunda-feira no litoral e terça-feira no interior.

Lusa

  • O tempo para hoje
    0:30

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se geralmente muito nublado no litoral oeste até ao final da manhã e com possibilidade de ocorrência de chuva fraca ou chuvisco a norte do Cabo Raso até meio da manhã.

  • Descida da TSU inconstitucional?
    2:37

    TSU

    Especialistas ouvidos pela SIC põem em causa a constitucionalidade da descida da Taxa Social Única dos patrões, como contrapartida pelo aumento do salário mínimo. Como se trata de um imposto pago pelas empresas, só o Parlamento pode decidir uma alteração nas taxas. Neste caso, o Governo decidiu sozinho.

  • Autocarro com seguranças atacado em Braga
    0:42

    Desporto

    Dois autocarros que transportavam elementos de uma empresa de segurança foram atingidos por tiros e pedras depois do jogo entre o Sporting de Braga e o Vitória de Guimarães. O ataque deu-se a poucos quilómetros do Estádio Municipal de Braga. A PSP e a PJ estiveram no local a recolher provas.