sicnot

Perfil

País

Portugueses aconselhados a manter corpo hidratado e fugir do calor nos próximos dias

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

A Direção-Geral da Saude alertou hoje a população para as elevadas temperaturas que se prevêem para os próximos dias, aconselhando as pessoas a manterem o corpo fresco e hidratado e a procurarem zonas de sombra ou climatizadas.

"Estamos preocupados com a população em geral, mas sobretudo com os grupos mais vulneráveis, que podem ter mais suscetibilidade aos efeitos do calor, desinadamente as crianças, as pessoas com mais de 65 anos, os doentes crónicos e quem desenvolve atividade no exterior, sejam estas profissionais ou de lazer", disse à Lusa Andreia Silva, diretora do serviço de prevenção da doença e promoção da saúde da DGS.

A especialista explicou ainda que este alerta serve sobretudo para a população de risco, mas também para a população em geral, tendo em conta a subida brusca das temperaturas, a manutenção durante alguns dias do tempo muito quente e ao facto de as temperaturas mínimas se manterem igualmente elevadas, levando às chamadas "noites tropicais", o que não permite o arrefecimento natural das casas.

"Devemos estar atentos a nós, mas também aos que nos rodeiam, a quem sabemos que pode ter mais suscetibilidade aos efeitos do calor, a idosos que vivam isolados, familiares ou vizinhos que sabemos estar dentro deste grupo de risco", acrescentou.

A DGS aconselha a população a manter o corpo fresco e hidratado, usar roupas largas, procurar sombras e locais frescos ou climatizados com recurso a ar condicionado, usar protetor solar, óculos de sol e chapéus de aba larga.

O tempo quente e seco estará de regresso no fim de semana, com previsão de temperaturas máximas de 39/40 graus e mínimas a rondar os 20, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo o IPMA, as temperaturas mínimas vão subir no sábado e no domingo, ficando próximas dos 20 graus, podendo em algumas regiões ser superiores.

Lusa

  • Equipa da SIC impedida de entrar na Venezuela

    País

    A SIC tinha uma equipa a caminho da Venezuela para cobrir as eleições da Assembleia Constituinte que decorrem no domingo. No entanto o jornalista Luís Garriapa e o repórter de imagem Odacir Junior foram impedidos de entrar no país. A equipa de reportagem foi barrada à chegada ao aeroporto de Caracas.

  • "Fomos considerados inadmissíveis no território da Venezuela"
    4:43

    País

    O jornalista Luís Garriapa entrou em direto no Jornal da Noite, para explicar o que aconteceu esta quinta-feira, no aeroporto de Caracas. A equipa de reportagem de SIC foi impedida de entrar na Venezuela, onde ia cobrir as eleições da Assembleia Constituinte, marcadas para domingo.

  • Oposição alarga protesto e anuncia "tomada da Venezuela"

    Mundo

    A oposição venezuelana recusou esta quinta-feira a proibição de manifestações decretada pelo Governo e avisou que, em resposta, ampliará o protesto previsto para sexta-feira, passando de uma "tomada de Caracas" para uma "tomada da Venezuela".

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC