sicnot

Perfil

País

Dezanove concelhos do continente em risco máximo de incêndio

(Arquivo)

LU\303\215S FORRA

Dezanove concelhos dos distritos de Santarém, Guarda, Viseu, Castelo Branco, Leiria, Coimbra e Faro apresentam hoje o risco Máximo de incêndio, segundo informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA colocou em risco Máximo de incêndio os concelhos, Mação e Sardoal (Santarém), Sertã, Vila de Rei e Oleiros (Castelo Branco), Góis, Pampilhosa da Serra, Miranda do Corvo e Arganil (Coimbra), Sabugal, Guarda, Celorico da Beira, Trancoso, Fornos de Algodres e Aguiar da Beira (Guarda), Pedrógão Grande e Figueiró dos Vinhos (Leiria), Monchique (Faro), Sernancelhe e Vila Nova de Paiva (Viseu).

Em risco Muito Elevado e Elevado de incêndio estão vários concelhos de todos os distritos (18) de Portugal continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre Reduzido e Máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia, relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Na sexta-feira, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou para o perigo de incêndio florestal devido às previsões de tempo quente e seco, com temperaturas que podem chegar aos 40 graus nas regiões do interior centro e sul.

O IPMA colocou hoje em aviso Amarelo 17 distritos de Portugal Continental, tendo em conta a persistência de valores elevados de temperatura máxima.

Faro é o único distrito que está com hoje aviso Verde.

O IPMA prevê para hoje uma subida rápida e muito significativa da temperatura.

Lusa

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.