sicnot

Perfil

País

GNR deteve 174 pessoas no fim de semana, maioria por condução com álcool

A Guarda Nacional Republicana (GNR) deteve no passado fim de semana 174 pessoas em flagrante delito, a maioria das quais por condução sob o efeito do álcool, e apreendeu 291 doses de haxixe.

Em comunicado hoje divulgado, a GNR adiantou que, no fim de semana, deteve 174 pessoas em flagrante delito, 102 das quais por condução sob o efeito do álcool, 21 por condução sem habilitação legal, seis por tráfico de estupefacientes, seis por furto, três por violência doméstica e um por tentativa de homicídio.

A GNR informou também que foram apreendidas 291 doses de haxixe e 3,13 toneladas de bivalves.

No âmbito do trânsito, a GNR detetou 2.271 infrações, das quais 1.080 deveram-se a excessos de velocidade, 317 a condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei, 104 a falta de inspeção periódica obrigatória.

Das infrações detetadas, 99 deveram-se a falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, 63 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução, 30 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório e 25 relacionadas com tacógrafos.

As operações realizaram-se em todo o território nacional com o objetivo de prevenir e combater a criminalidade violenta e de fiscalização rodoviária, acrescenta a GNR no comunicado


Lusa

  • GNR fechou A1 em megaoperação stop
    1:06

    País

    Mais de 600 condutores foram fiscalizados, na madrugada passada na A1, em Antuã, numa operação especial da GNR de combate à criminalidade. Uma pessoa foi detida por posse de estupefacientes e 10 foram alvo de contraordenação por posse de droga. Houve ainda condutores multados por infrações rodoviárias, três por excesso de álcool.

  • Operação "Verão Seguro" junta PSP e GNR
    1:44

    País

    Já está em marcha a Operação Verão Seguro, que junta a PSP e a GNR no reforço do policiamento durante o período de férias.As autoridades alertam para os cuidados a ter em zonas de praia ou de acesso a transportes públicos e lembram que os cidadãos podem pedir proteção mais atenta para as próprias casas antes de viajarem.

  • Não houve negligência médica no caso do jovem em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • "Nobel é um incentivo para toda uma nação"
    1:19