sicnot

Perfil

País

Secretário de Estado apela aos emigrantes para que se inscrevam nos consulados

O secretário de Estado das Comunidades apelou hoje aos emigrantes portugueses para que se inscrevam nos consulados para facilitar a identificação e o apoio das autoridades em caso de "situações dramáticas".

"Muitas vezes, queremos saber se há ou não há portugueses e não temos registo da sua presença. Só quando as circunstâncias são de tal modo dramáticas é que nós temos conhecimento da existência de portugueses nesses países", afirmou José Luís Carneiro, em declarações à Lusa.

Falando em Mondim de Basto, onde hoje presidiu à sessão solene do Dia do Município, Carneiro sublinhou que o apelo para a inscrição consular "não é apenas válido para quem está com residência permanente, mas também para os que saem em férias ou em atividade sazonais".

Só assim, prosseguiu o secretário de Estado é que, quando ocorrem estes eventos [ataques terroristas], será possível "chegar até esses portugueses com o apoio consular e diplomático".

Insistindo no apelo, José Luís Carneiro destacou a importância de os emigrantes "darem conta [às autoridades consulares e às suas famílias] da sua residência, das suas atividades profissionais e das suas deslocações dentro dos países onde desenvolvem atividade profissional".

O secretário de Estado apelou também aos que, por altura das férias de verão "regressam [por via rodoviária] às suas terras de origem, para que procurem fazê-lo com segurança".

Carneiro aconselhou os emigrantes a verificar se as suas viaturas "foram objeto de inspeção, para que procurem descansar nas viagens que são muito longas e que procurem evitar o consumo de bebidas alcoólicas quando conduzem".

Uma mensagem nesse sentido, frisou o governante, foi enviada pelo próprio através de todos postos consulares e diplomáticos.

Carneiro estima que nesta altura do ano quase um milhão de portugueses emigrados, a maioria na Europa, regressem ao seu país e às suas terras de origem para passarem férias.

A sensibilização do secretário de Estado para a "responsabilidade e segurança" está também a circular no portal das comunidades portuguesas e nas páginas de todos os postos consulares e das embaixadas e também comunicação social local e regional das comunidades portuguesas.

Na visita que efetuou a Mondim de Basto, o governante homologou o contrato celebrado entre aquela secretaria de Estado e a Câmara Municipal que vai permitir instalar naquele concelho um gabinete de apoio ao emigrante de segurança geração que vai acrescentar serviços e competências, sobretudo ao nível do apoio ao investimento, ao gabinete que já existe desde 2010.

Lusa

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.