sicnot

Perfil

País

Secretário de Estado apela aos emigrantes para que se inscrevam nos consulados

O secretário de Estado das Comunidades apelou hoje aos emigrantes portugueses para que se inscrevam nos consulados para facilitar a identificação e o apoio das autoridades em caso de "situações dramáticas".

"Muitas vezes, queremos saber se há ou não há portugueses e não temos registo da sua presença. Só quando as circunstâncias são de tal modo dramáticas é que nós temos conhecimento da existência de portugueses nesses países", afirmou José Luís Carneiro, em declarações à Lusa.

Falando em Mondim de Basto, onde hoje presidiu à sessão solene do Dia do Município, Carneiro sublinhou que o apelo para a inscrição consular "não é apenas válido para quem está com residência permanente, mas também para os que saem em férias ou em atividade sazonais".

Só assim, prosseguiu o secretário de Estado é que, quando ocorrem estes eventos [ataques terroristas], será possível "chegar até esses portugueses com o apoio consular e diplomático".

Insistindo no apelo, José Luís Carneiro destacou a importância de os emigrantes "darem conta [às autoridades consulares e às suas famílias] da sua residência, das suas atividades profissionais e das suas deslocações dentro dos países onde desenvolvem atividade profissional".

O secretário de Estado apelou também aos que, por altura das férias de verão "regressam [por via rodoviária] às suas terras de origem, para que procurem fazê-lo com segurança".

Carneiro aconselhou os emigrantes a verificar se as suas viaturas "foram objeto de inspeção, para que procurem descansar nas viagens que são muito longas e que procurem evitar o consumo de bebidas alcoólicas quando conduzem".

Uma mensagem nesse sentido, frisou o governante, foi enviada pelo próprio através de todos postos consulares e diplomáticos.

Carneiro estima que nesta altura do ano quase um milhão de portugueses emigrados, a maioria na Europa, regressem ao seu país e às suas terras de origem para passarem férias.

A sensibilização do secretário de Estado para a "responsabilidade e segurança" está também a circular no portal das comunidades portuguesas e nas páginas de todos os postos consulares e das embaixadas e também comunicação social local e regional das comunidades portuguesas.

Na visita que efetuou a Mondim de Basto, o governante homologou o contrato celebrado entre aquela secretaria de Estado e a Câmara Municipal que vai permitir instalar naquele concelho um gabinete de apoio ao emigrante de segurança geração que vai acrescentar serviços e competências, sobretudo ao nível do apoio ao investimento, ao gabinete que já existe desde 2010.

Lusa

  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Governo garante que programa de ajuda alimentar será executado em 2017
    2:56

    País

    O Governo não executou o programa europeu que, no ano passado, apoiou 400 mil portugueses e é acusado de ter desperdiçado este ano 28 milhões de euros em ajuda alimentar. O ministro do Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, garante que o programa será executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação.

  • Sol e calor teimam em ficar para o Natal
    1:50

    País

    Com o Natal à porta, o sol teima em ficar um pouco por todo o país. Até a norte as temperaturas estão altas para esta época do ano com o distrito do Porto a rondar os 18 graus.

  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47