sicnot

Perfil

País

Mais acidentes rodoviários entre janeiro e julho mas menos mortos

PAULO NOVAIS

Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram 241 mortos entre janeiro e julho deste ano, menos 20 do que no mesmo período de 2015, segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Entre 01 de janeiro e 31 de julho, foram registados 72.783 acidentes, mais 3.870 do que em igual período de 2015, adianta a ANSR num relatório publicado na sua página da Internet, que junta dados da PSP e GNR.

Quanto aos feridos graves, a ANSR indica que entre janeiro e julho deste ano foram registados 1.116 feridos graves, menos 159 do que em período homólogo de 2015.

Entre 01 de janeiro e 31 de julho deste ano foram registados 21.441 feridos ligeiros e em igual período do ano passado 21.442.

O maior número de acidentes ocorreu nos distritos de Lisboa (15.688) e Porto (13.906), indica a ANSR.

No que diz respeito aos mortos, a Autoridade adianta que o maior número de mortos ocorreu nos distritos de Lisboa (40), Leiria e Aveiro (23), Santarém (19) e Porto (18).

A Autoridade salienta ainda que a Guarda Nacional Republicana (GNR) registou na semana de 22 a 31 de julho, 15 mortos e 50 feridos graves.

A PSP registou em igual período do mês passado cinco mortos e 18 feridos graves.

Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas, cujo óbito ocorreu no local dos acidentes ou a caminho do hospital.

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.