sicnot

Perfil

País

Mais acidentes rodoviários entre janeiro e julho mas menos mortos

PAULO NOVAIS

Os acidentes nas estradas portuguesas provocaram 241 mortos entre janeiro e julho deste ano, menos 20 do que no mesmo período de 2015, segundo a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Entre 01 de janeiro e 31 de julho, foram registados 72.783 acidentes, mais 3.870 do que em igual período de 2015, adianta a ANSR num relatório publicado na sua página da Internet, que junta dados da PSP e GNR.

Quanto aos feridos graves, a ANSR indica que entre janeiro e julho deste ano foram registados 1.116 feridos graves, menos 159 do que em período homólogo de 2015.

Entre 01 de janeiro e 31 de julho deste ano foram registados 21.441 feridos ligeiros e em igual período do ano passado 21.442.

O maior número de acidentes ocorreu nos distritos de Lisboa (15.688) e Porto (13.906), indica a ANSR.

No que diz respeito aos mortos, a Autoridade adianta que o maior número de mortos ocorreu nos distritos de Lisboa (40), Leiria e Aveiro (23), Santarém (19) e Porto (18).

A Autoridade salienta ainda que a Guarda Nacional Republicana (GNR) registou na semana de 22 a 31 de julho, 15 mortos e 50 feridos graves.

A PSP registou em igual período do mês passado cinco mortos e 18 feridos graves.

Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas, cujo óbito ocorreu no local dos acidentes ou a caminho do hospital.

Lusa

  • Atentado "falhado" em Nova Iorque
    1:43

    Mundo

    Uma explosão numa das zonas mais movimentadas de Manhattan fez quatro feridos, esta segunda-feira. Entre eles está o homem que transportava o engenho e que foi entretanto detido.

  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • Popeye russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.

  • 10 Minutos com Leonor Beleza
    10:27

    10 Minutos

    A nossa convidada desta segunda-feira ainda é conhecida por ter sido ministra da Saúde e pelo seu trabalho à frente da Fundação Champalimaud. Mas desta vez vamos falar com Leonor Beleza sobre os 40 anos da revisão do Código Civil, em que esteve envolvida.

    Entrevista completa