sicnot

Perfil

País

Fogo em Mêda, Guarda, combatido por 142 homens e dois meios aéreos

MIGUEL PEREIRA DA SILVA / LUSA

Um incêndio que deflagrou hoje numa zona de Mato em Rabaçal, freguesia de Mêda, distrito da Guarda, está a ser combatido por 142 homens, 41 viaturas e dois meios aéreos, revelou a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

O fogo "em mato", com "uma frente ativa", começou pelas 09:33 de hoje, acrescenta a página da internet da ANPC, indicando a existência de "riscos mistos /incêndios rurais / povoamento florestal".

A informação disponibilizada às 13:00 pela Proteção Civil destacava como "ocorrências importantes" mais três incêndios, que, no total, estão a mobilizar 480 homens, 148 meios terrestres e nove meios aéreos.

Em causa estão um incêndio no distrito Viana do Castelo, em Arcos de Valdevez, e dois no distrito do Porto - um em Gestaçô, Baião, e outro em Melres, Gondomar.

O fogo que deflagrou na quinta-feira numa zona de mato em Peneda, freguesia da Gavieira, Arcos de Valdevez, continua ativo e está a ser combatido por 194 homens, 62 viaturas e seis meios aéreos.

No concelho de Gondomar, o incêndio que começou na tarde de sexta-feira na freguesia de Melres e Medas, concelho de Gondomar, distrito do Porto, tem duas frentes ativas "bastante longas" e está a aproximar-se de duas povoações, revelaram os Bombeiros Voluntários de Melres à Lusa, por volta das 11:30.

De acordo com ANPC, foram mobilizados para combater as chamas 87 homens, 29 viaturas e um meio aéreo.

Em Gestaçô, concelho de Baião, um "incêndio em mato com uma frente ativa" está a ser combatido por 57 homens e 16 meios terrestres, segundo a ANPC.

De acordo com a Proteção Civil, este fogo começou pelas 05:50 de hoje.

Lusa

  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33

    Ataque em Barcelona

    O jornal espanhol El Pais divulgou hoje  as primeiras imagens da carrinha que matou 13 pessoas e feriu mais de 100 em Barcelona. O vídeo foi registado por  uma câmara de videovigilância de um museu nas Ramblas. Mostra pessoas a desviarem antes da passagem rápida da carrinha branca. Esta terá sido a parte final do percurso feito pelo veículo.

  • Castelo Branco aposta na cultura para preservar raízes e fomentar turismo
    5:26

    SIC 25 Anos

    Com perto de 200 mil habitantes, o distrito de Castelo Branco luta para criar projetos diferenciadores para atrair e ancorar a população. O desemprego tem vindo a baixar, numa região fortemente envelhecida. A capital do distrito aposta na cultura para preservar as raízes e fomentar o turismo, e a Universidade da Beira Interior tem cada vez mais alunos estrangeiros.