sicnot

Perfil

País

Incêndio em Barcelos tem três frentes ativas e propagou-se a várias freguesias

Incêndio em Barcelos tem três frentes ativas e propagou-se a várias freguesias

O incêndio florestal que deflagrou durante a tarde de domingo em Tamel Santa Leocádia, em Barcelos, já se propagou a várias freguesias e continua com três frentes ativas. Uma moradora de Feitos explicou à SIC a preocupação pela sua casa e as dos vizinhos, que foram quase consumidas pelas chamas.

Vítor Azevedo disse à Lusa que "ainda não há qualquer perspetiva temporal" para que o incêndio possa ser dado por controlado.

Segundo aquele responsável, o vento forte com constantes oscilações de direção tem sido umas das principais dificuldades encontradas pelos bombeiros no combate às chamas.

Além disso, destacou a "grande carga combustível" da floresta em questão e o seu "completo abandono", com uma "total inexistência de limpeza".

Vítor Azevedo disse que as chamas já se propagaram a várias outras freguesias não só do concelho de Barcelos, como Aldreu, Palme, Feitos e Vila Cova, mas também de Esposende, como Vila Chã.

Sublinhou que "não há casas em risco".

Segundo a página da Autoridade Nacional da Proteção Civil, no combate ao incêndio estão envolvidos 161 operacionais, apoiados por 56 meios terrestres e dois aéreos.

Com Lusa

  • Incêndio em Barcelos ativo há mais de 24 horas
    1:02

    País

    A preocupação das autoridades está também no concelho de Barcelos. O incêndio está ativo há 24 horas e já alastrou a seis freguesias. As autoridades admitem acionar mais meios de combate, visto que a situação tem vindo a piorar.

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.