sicnot

Perfil

País

Taxistas prometem tomar medidas relativamente às plataformas online

LUSA

As associações representativas dos taxistas saíram hoje descontentes de uma reunião em que o Governo insistiu na legalização de plataformas de mobilidade como a Uber. Os taxistas admitem tomar medidas contra aquilo que chamam de liberalização do setor.

A Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL) e a Federação Portuguesa do Táxi (FTP) tinham pedido a reunião ao ministério do Ambiente, que tutela o setor, depois de o Governo anunciar que pretende regulamentar a atividade de plataformas de transporte em automóveis descaracterizados, como a Uber e a Cabify.

"Isto há muita coisa que está escuro, para mim. Muito escuro. De forma que nós, associações, teremos que mobilizar o setor e, já que o Governo não tem intenções de fazer parar estes senhores que andam a trabalhar ilegalmente, porque estão ilegais, se calhar terá de ser a indústria a fazer para que isso venha a acontecer", disse, no final do encontro, o dirigente da ANTRAL, Florêncio Almeida.

O dirigente não quis especificar que medidas poderão ser tomadas pelos taxistas.

"Muita coisa se poderá fazer e com toda a certeza que daqui para o futuro caberá ao Governo todas as responsabilidades de algo que venha a acontecer na sociedade. Porque elas vão acontecer com toda a certeza", acrescentou.

A Uber e a Cabify são plataformas online que permitem pedir carros descaracterizados de transporte de passageiros, com uma aplicação para smartphones que liga quem se quer deslocar a operadores de transporte.

Lusa

  • Chuva deixa em alerta 12 distritos do continente

    País

    Doze distritos do continente estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva, que pode ser pontualmente forte e acompanhada por trovoadas e granizo, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

  • Parceiros sociais retomam hoje discussão sobre legislação laboral

    Economia

    Os parceiros sociais retomam esta tarde a discussão sobre as alterações à legislação laboral nas áreas do combate à precariedade, promoção da negociação coletiva e reforço da inspeção do trabalho. No encontro, marcado para as 15:00 no Conselho Económico e Social (CES), em Lisboa, o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, deverá apresentar um novo documento com alterações face ao que foi proposto aos parceiros sociais há dois meses.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • A experiência de um embaixador português na Coreia do Norte
    2:58

    País

    A Coreia do Norte tem o maior orçamento militar do mundo e o seu arsenal nuclear acaba por dar-lhe acesso a uma possível cimeira com os Estados Unidos. A pobreza e o culto da personalidade foram testemunhados pelo embaixador, José Manuel de Jesus, que visitou várias vezes Pyongyang.

  • EUA expulsa dois diplomatas venezuelanos e dá-lhes 48 horas para deixarem o país

    Mundo

    Os Estados Unidos anunciaram, na quarta-feira, a expulsão de dois diplomatas venezuelanos, aos quais deu um prazo de 48 horas para sairem do país. A decisão é a resposta ao anúncio de Presidente da Venezuela de expulsar o encarregado de negócios e o chefe da secção política da embaixada dos Estados Unidos em Caracas, Todd Robinson e Brian Naranjo, respetivamente.