sicnot

Perfil

País

Todas as corporações madeirenses envolvidas no combate às chamas

Todas as corporações madeirenses envolvidas no combate às chamas

A secretária regional que tutela a Proteção Civil disse na Edição da Noite da SIC Notícias que todas as corporações de bombeiros da Madeira estão envolvidos no combate à chamas. Rubina Leal afirma que toda a ajuda é bem-vinda e urgente e refere que os bombeiros já estão cansados.

  • Bombeiros combatem as chamas em nove edifícios no centro do Funchal
    6:24

    País

    De acordo com o Presidente da Câmara Municipal do Funchal, estão a ser combatidos incêndios em nove edifícios da cidade. Há cerca de duas horas, as chamas chegaram ao centro histórico da cidade. Paulo Cafôfo diz que, por volta da uma da manhã, um contigente de apoio irá chegar do continente.

  • Chamas descontroladas no Funchal
    4:04

    País

    Dezenas de casas já foram destruídas pelo incêndio na Madeira e centenas de pessoas realojadas. O presidente da Câmara do Funchal afirmou hoje que o gabinete do primeiro-ministro já foi contactado a propósito da eventualidade de ser necessário enviar meios para apoiar o combate aos incêndios na Madeira.

  • Mais de 300 pessoas retiradas das suas casas no Funchal
    3:12

    País

    O incêndio no Funchal agravou-se durante a noite. Neste momento, o cenário na Madeira é devastador: centenas de casas destruídas e estradas cortadas. Mais de 300 pessoas tiveram de ser retiradas das suas casas. O plano de emergência regional já foi ativado. Segundo as autoridades, foi fogo posto e já prenderam o suspeito.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.