sicnot

Perfil

País

Fogo em Gondomar "controlado" apesar do receio devido ao vento forte

O incêndio que ao longo de quarta-feira lavrou no concelho de Gondomar está "controlado, apesar do receio de que o vento forte possa reacender alguns pontos de fogo", indicou o presidente da câmara, Marco Martins.

Ao longo de todo o dia lavrou em Gondomar o incêndio considerado mais preocupante do distrito do Porto, no qual está ativo desde as 00:15 de segunda-feira o Plano Distrital de Emergência (PDE).

Cerca das 21:20 este incêndio - que teve três focos com várias frentes ativas em Foz do Sousa, Jovim e Valbom, resultando de um reacendimento de um fogo anterior em S. Pedro da Cova - deixou de figurar na área de "ocorrências importantes" da página da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), mas no terreno os receios prendem-se com a intensidade do vento.

"A ocorrência deixou de ser considerada importante, mas o vento está a levantar imenso. Está controlado temporariamente porque o vento pode descontrolá-lo nas próximas horas", disse Marco Martins.

O autarca deu conta, em declarações à agência Lusa, de uma reunião de emergência do Centro de Coordenação Operacional Municipal que junta presidentes de junta, representantes dos corpos de bombeiros e elementos da PSP e GNR, entre outras entidades.

Em Gondomar está a ser definida a atuação do posto de comando que nas próximas 48 horas vai procurar evitar "prováveis novas ignições".

"O grande problema é que tem acontecido isso [reacendimentos]. O que sucedeu hoje [quarta-feira] foi exatamente uma reativação do incêndio de S. Pedro da Cova", indicou o presidente da câmara.

Questionado sobre zonas que neste momento despertam mais preocupação, apontou Foz do Sousa e Jovim.

Na sequência desta situação, A câmara de Gondomar decidiu cancelar todas as licenças para fogo-de-artifício.

O autarca também destacou o "grande esforço dos bombeiros" e uma "fantástica onda de solidariedade".

"A população vem trazer fruta, bebidas, barras energéticas. É uma onda solidária e de reconhecimento a quem está no terreno a demonstrar um empenho incansável", referiu o também presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil, entidade que decidiu ativar no distrito, de forma inédita, o PDE.

Lusa

  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.