sicnot

Perfil

País

Funchal registou na terça-feira 38,2 graus, o segundo valor mais alto em 40 anos

A temperatura máxima registada na terça-feira no Funchal foi de 38,2 graus, o segundo valor mais alto em 40 anos, disse hoje à agência Lusa o delegado regional da Madeira do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

"Na terça-feira, a temperatura máxima foi de 38,2 graus, registada cerca das 15:10 no Funchal", afirmou Victor Prior, explicando que "este foi o segundo maior valor desde agosto de 1976", quando a temperatura atingiu os 38,5 graus.

Segundo Victor Prior, na última noite, "às 02:00, ainda foram registados 35,5 graus, que será a temperatura máxima de hoje, quando, por regra, a temperatura máxima ocorre durante o dia, mas esta tarde não deverá ultrapassar os 30 graus".

O meteorologista adiantou que, em termos de temperatura mínima, "o maior valor de que havia registo era de 25,9 graus, a 12 de agosto de 1976".

Na terça-feira, a temperatura mínima atingiu "29,6 graus, um valor muito alto, 3,7 graus acima do que era recorde", referiu o responsável.

"Desde que há registos no Observatório Meteorológico do Funchal, desde 1949, este valor da temperatura mínima foi o maior", informou Victor Prior.

O responsável adiantou que durante cerca de 48 horas, desde as 06:00 de segunda-feira até às 06:00 de hoje, "a temperatura do ar esteve praticamente sempre acima dos 30 graus".

Quanto à intensidade do vento, durante a manhã de terça-feira foi de 82 quilómetros/hora na cidade do Funchal, enquanto nas zonas altas do concelho "rondou valores de 100, 110 quilómetros hora", acrescentou o diretor do observatório.

Três pessoas morreram na terça-feira, no Funchal, na sequência dos incêndios que deflagraram no concelho no dia anterior.

Os incêndios provocaram ainda dois feridos graves, cerca de mil deslocados, entre residentes e turistas, e muitas casas e um hotel (Choupana Hills) foram consumidos pelas chamas.

Cento efetivos do continente português e outros 30 dos Açores foram enviados para a Madeira para reforçar as equipas no combate aos incêndios.

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.