sicnot

Perfil

País

Funchal registou na terça-feira 38,2 graus, o segundo valor mais alto em 40 anos

A temperatura máxima registada na terça-feira no Funchal foi de 38,2 graus, o segundo valor mais alto em 40 anos, disse hoje à agência Lusa o delegado regional da Madeira do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

"Na terça-feira, a temperatura máxima foi de 38,2 graus, registada cerca das 15:10 no Funchal", afirmou Victor Prior, explicando que "este foi o segundo maior valor desde agosto de 1976", quando a temperatura atingiu os 38,5 graus.

Segundo Victor Prior, na última noite, "às 02:00, ainda foram registados 35,5 graus, que será a temperatura máxima de hoje, quando, por regra, a temperatura máxima ocorre durante o dia, mas esta tarde não deverá ultrapassar os 30 graus".

O meteorologista adiantou que, em termos de temperatura mínima, "o maior valor de que havia registo era de 25,9 graus, a 12 de agosto de 1976".

Na terça-feira, a temperatura mínima atingiu "29,6 graus, um valor muito alto, 3,7 graus acima do que era recorde", referiu o responsável.

"Desde que há registos no Observatório Meteorológico do Funchal, desde 1949, este valor da temperatura mínima foi o maior", informou Victor Prior.

O responsável adiantou que durante cerca de 48 horas, desde as 06:00 de segunda-feira até às 06:00 de hoje, "a temperatura do ar esteve praticamente sempre acima dos 30 graus".

Quanto à intensidade do vento, durante a manhã de terça-feira foi de 82 quilómetros/hora na cidade do Funchal, enquanto nas zonas altas do concelho "rondou valores de 100, 110 quilómetros hora", acrescentou o diretor do observatório.

Três pessoas morreram na terça-feira, no Funchal, na sequência dos incêndios que deflagraram no concelho no dia anterior.

Os incêndios provocaram ainda dois feridos graves, cerca de mil deslocados, entre residentes e turistas, e muitas casas e um hotel (Choupana Hills) foram consumidos pelas chamas.

Cento efetivos do continente português e outros 30 dos Açores foram enviados para a Madeira para reforçar as equipas no combate aos incêndios.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".