sicnot

Perfil

País

Marrocos cede dois aviões Canadair para combate aos fogos

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, anunciou esta quarta-feira que Marrocos vai ceder dois aviões Canadair para ajudar no combate aos incêndios em Portugal.

"Neste momento já acionámos mais mecanismos. Já conseguimos mais dois Canadair que veem de Marrocos e que amanhã [quinta-feira] já estão operacionais. Uma oferta do Reino de Marrocos que agradecemos, mas, neste momento, o nosso foco tem que ser nesta luta contra este fenómeno que é, naturalmente, agravado por uma meteorologia adversa", afirmou a governante.

A ministra anunciou ainda ter sido acionado o protocolo bilateral estabelecido com a Federação Russa para a vinda de mais meios, sem especificar, porém, quantos são ou quando chegam.

O anúncio da governante foi feito em Viana do Castelo, um dos distritos mais afetados pelos fogos florestais dos últimos dias. Estes meios marroquinos juntam-se ao Canadair já cedido por Itália e a outros dois disponibilizados por Espanha.

Hoje, o Governo português acionou formalmente o mecanismo europeu de proteção civil e obteve a resposta positiva de um avião Canadair italiano que virá para Portugal ajudar no combate aos incêndios, disse à Lusa fonte oficial.

A ministra da Administração Interna, que se reuniu com o presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil e autarca de Viana do Castelo, José Maria Costa, e com os operacionais do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) disse que o Alto Minho está a enfrentar uma situação "bastante grave", mas rejeitou a falta de meios para combate aos fogos que fustigam a região.

"Este distrito tem tido muita ajuda nacional. Tem tido todos os meios disponíveis que também têm que estar disponíveis para outros distritos que, igualmente estão a ser assolados", referiu.

Segundo a fonte do Ministério da Administração Interna, o Governo português já fez o pedido formal de ajuda aos Estados-membros da União Europeia em matéria de proteção civil para fazer face aos muitos incêndios que lavram no Norte e Centro do país.

Na terça-feira, dois aviões Canadair espanhóis eram esperados na zona de Viana do Castelo para reforçar o combate aos 11 incêndios então em curso no distrito, revelou o presidente da Comissão Distrital da Proteção Civil (CDPC), José Maria Costa.

Mais de 2.000 operacionais estavam hoje, às 19:50, a combater 13 grandes fogos florestais no continente português e vários focos de incêndio na ilha da Madeira.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.