sicnot

Perfil

País

Plano de Emergência do Alto Minho prolongado por mais 48 horas

O presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil (CDPC), José Maria Costa, anunciou hoje o prolongamento, por mais 48 horas, do Plano de Emergência Distrital (PED) devido à previsão de agravamento das condições climatéricas.

"As condições climatéricas preveem algum agravamento durante a noite e estamos com algumas ocorrências, no distrito que nos merecem a maior preocupação", disse hoje aos jornalistas José Maria Costa, que é também presidente da Câmara de Viana do Castelo, no final de uma reunião de trabalho com a ministra da Administração Interna no Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS).

Constança Urbano de Sousa admitiu que o Alto Minho está a enfrentar uma situação "bastante grave" e apelou à população para que tenha um "comportamento responsável".

As ignições não vem do nada. Há muitas que ocorrem durante a noite. Neste momento, todos os cuidados são poucos", sustentou.

O PED) foi ativado no Alto Minho na segunda-feira à noite "devido ao número de incêndios, ao esgotar dos meios de combate e às condições meteorológicas".

No final da reunião com a ministra da Administração Interna, o comandante operacional distrital da Proteção Civil, Armando Silva, apontou como pontos mais preocupantes no distrito os fogos em Cabana Maior - Arcos de Valdevez, Vilar de Murteda e Freixieiro de Soutelo - Viana do Castelo

O mesmo responsável realçou o papel desempenhado pela população do distrito, que classificou de "inexcedível", demonstrando que sabe "que não é possível ter um bombeiro para cada casa".

Armando Silva revelou ainda o distrito conta já com o reforço de quatro pelotões de militares, duas máquinas de rastos do Exército, três Grupos de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR e grupos da Força Especial de Bombeiros (FEB).

Lusa

  • "Fundo Florestal Permanente não pode servir para financiar a GNR"
    9:41

    País

    O arquiteto paisagista Henrique Pereira dos Santos foi o convidado da Edição da Noite da Sic Notícias, onde falou sobre os incêndios que estão a afetar o país. O arquiteto disse que é "fácil resolver um fogo à nascença" e defendeu que o que não é possível é resolver o problema dos fogos no país com "essa doutrina". Henrique dos Santos lembrou a falta de prevenção das pessoas. Falou ainda no Fundo Florestal Permanente e em como está a ser erradamente aplicado.

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44