sicnot

Perfil

País

Plano de Emergência do Alto Minho prolongado por mais 48 horas

O presidente da Comissão Distrital de Proteção Civil (CDPC), José Maria Costa, anunciou hoje o prolongamento, por mais 48 horas, do Plano de Emergência Distrital (PED) devido à previsão de agravamento das condições climatéricas.

"As condições climatéricas preveem algum agravamento durante a noite e estamos com algumas ocorrências, no distrito que nos merecem a maior preocupação", disse hoje aos jornalistas José Maria Costa, que é também presidente da Câmara de Viana do Castelo, no final de uma reunião de trabalho com a ministra da Administração Interna no Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS).

Constança Urbano de Sousa admitiu que o Alto Minho está a enfrentar uma situação "bastante grave" e apelou à população para que tenha um "comportamento responsável".

As ignições não vem do nada. Há muitas que ocorrem durante a noite. Neste momento, todos os cuidados são poucos", sustentou.

O PED) foi ativado no Alto Minho na segunda-feira à noite "devido ao número de incêndios, ao esgotar dos meios de combate e às condições meteorológicas".

No final da reunião com a ministra da Administração Interna, o comandante operacional distrital da Proteção Civil, Armando Silva, apontou como pontos mais preocupantes no distrito os fogos em Cabana Maior - Arcos de Valdevez, Vilar de Murteda e Freixieiro de Soutelo - Viana do Castelo

O mesmo responsável realçou o papel desempenhado pela população do distrito, que classificou de "inexcedível", demonstrando que sabe "que não é possível ter um bombeiro para cada casa".

Armando Silva revelou ainda o distrito conta já com o reforço de quatro pelotões de militares, duas máquinas de rastos do Exército, três Grupos de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR e grupos da Força Especial de Bombeiros (FEB).

Lusa

  • "Fundo Florestal Permanente não pode servir para financiar a GNR"
    9:41

    País

    O arquiteto paisagista Henrique Pereira dos Santos foi o convidado da Edição da Noite da Sic Notícias, onde falou sobre os incêndios que estão a afetar o país. O arquiteto disse que é "fácil resolver um fogo à nascença" e defendeu que o que não é possível é resolver o problema dos fogos no país com "essa doutrina". Henrique dos Santos lembrou a falta de prevenção das pessoas. Falou ainda no Fundo Florestal Permanente e em como está a ser erradamente aplicado.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Incêndio em Alfragide deixa 12 pessoas desalojadas
    1:59

    País

    Um incêndio destruiu este domingo a cobertura de um prédio de habitação em Alfragide, no concelho da Amadora. Doze pessoas ficaram desalojadas, mas ninguém ficou ferido. Os bombeiros dominaram o fogo em cerca de uma hora, os moradores queixam-se da falta de eficácia no combate às chamas.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa