sicnot

Perfil

País

Argelinos que invadiram pista do aeroporto condenados a 4 anos com pena suspensa

Os quatro argelinos que invadiram a pista de aterragem do aeroporto de Lisboa foram hoje condenados a quatro anos de prisão com pena suspensa.

Foram considerados culpados do crime de atentado à segurança de tranporte por ar, julgados em processo sumário.

O Ministério Público tinha pedido a condenação dos quatro arguidos, mas não se opunha à pena suspensa.

A defesa tinha argumentado que os arguidos agiram em desespero, numa tentiva de obter asilo em Portugal. Durante o julgamento, os quatro cidadãos argelinos disseram-se arrependidos e pediram perdão.

O caso aconteceu a 30 de julho no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa.

No final da leitura da sentença, que ia sendo transmitida através de uma tradução parcelar - apenas dados que o tradutor considerava mais importantes -, os arguidos mantinham dúvidas sobre a possibilidade de irem parar à prisão, por terem sido condenados.

Só no final da sessão, a pedido de uma das advogadas de defesa, é que ficou claro para os quatro arguidos que a decisão era uma pena suspensa, passível de recurso, que ficariam à guarda do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e que o processo de pedido de asilo continuava em curso.

Com Lusa

  • Argelinos que invadiram aeroporto de Lisboa pedem perdão
    1:38

    País

    Os quatro argelinos que invadiram a pista do aeroporto de Lisboa, dizem estar arrependidos e pediram perdão. Nas alegações finais do julgamento, o Ministério Público pediu pena de prisão para os arguidos mas não se opõe à aplicação de uma pena suspensa.

  • OSCOT diz que houve falha de segurança no aeroporto de Lisboa
    1:52

    País

    O presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo (OSCOT) e o sindicato dos funcionários do SEF não têm dúvidas que ocorreram falhas de segurança no caso dos argelinos, que invadiram a pista do Aeroporto de Lisboa. Vozes que contrariam a ministra da Administração Interna, que disse não ter havido falha de segurança. Os quatro argelinos arriscam oito anos de cadeia, por um crime de atentado à segurança de transporte por ar.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47