sicnot

Perfil

País

Jardim critica "fundamentalismo sobre propriedade privada que impedem limpeza das matas"

Alberto João Jardim manifestou a sua opinião em relação aos fogos que têm afetado a Madeira na sua página do Facebook.

LUSA

O antigo presidente do Governo Regional da Madeira afirmou hoje que é preciso "tirar lições" dos "fundamentalismos pseudo-culturais" que impedem a reabilitação de prédios devolutos e de limpeza de matas, referindo-se aos incêndios na ilha. Na mensagem, Alberto João Jardim critica também os "fundamentalismo sobre a propriedade privada que impedem a limpeza das respetivas matas".

"É necessário retirar lições das consequências de fundamentalismo pseudo-culturais, ditos de ordenamento, que criam zonas altamente combustíveis em prédios abandonados, por não os deixarem ser atrativos em termos de investimento para a sua reabilitação", escreveu Alberto João Jardim, na sua página do Facebook.

"Questões que nos valeram feroz oposição", salientou.

Para Alberto João Jardim, a hora é de "todo o povo agradecer o esforço heroico dos bombeiros, bem como a louvável intervenção das Forças Armadas e das Forças de Segurança, assim como dos trabalhadores de todos os serviços e empresas cooperantes e ainda das instituições de voluntariado e de solidariedade social".

"E, com justiça, louve-se igualmente o empenho e o esforço das autoridades regionais, autárquicas e nacionais", concluiu, na mensagem, onde recorda todo o trabalho dos seus governos, incluindo para a criação da Proteção Civil e construção de novos quartéis de bombeiros.

Os incêndios registados no concelho do Funchal provocaram três mortos e a destruição em edifícios públicos e privados avaliados em 55 milhões de euros.

As chamas obrigaram à evacuação de casas, hospitais, lares, hotéis e outros espaços.

As autoridades ainda estão a contabilizar danos e a definir formas de resolver os casos dos cerca de mil desalojados.

Lusa

  • Salgado impedido de sair do país e de contactar outros arguidos
    1:21

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, ficou esta quarta-feira impedido de se ausentar para o estrangeiro sem autorização prévia e proibido de contactar com os arguidos da Operação Marquês, determinou o Tribunal Central de Instrução Criminal. O jornalista da SIC Luís Garriapa esteve no TCIC, onde deu a conhecer as medidas de coação, depois de uma "longa maratona de nove horas".

  • Temperatura global de 2016 foi a mais alta desde 1880

    Mundo

    A temperatura média na superfície terrestre e oceânica em 2016 foi a mais alta desde 1880, no terceiro ano consecutivo de recordes do aquecimento global, anunciou esta quarta-feira a agência dos Estados Unidos para a atmosfera e os oceanos.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..