sicnot

Perfil

País

Jardim critica "fundamentalismo sobre propriedade privada que impedem limpeza das matas"

LUSA

O antigo presidente do Governo Regional da Madeira afirmou hoje que é preciso "tirar lições" dos "fundamentalismos pseudo-culturais" que impedem a reabilitação de prédios devolutos e de limpeza de matas, referindo-se aos incêndios na ilha. Na mensagem, Alberto João Jardim critica também os "fundamentalismo sobre a propriedade privada que impedem a limpeza das respetivas matas".

"É necessário retirar lições das consequências de fundamentalismo pseudo-culturais, ditos de ordenamento, que criam zonas altamente combustíveis em prédios abandonados, por não os deixarem ser atrativos em termos de investimento para a sua reabilitação", escreveu Alberto João Jardim, na sua página do Facebook.

"Questões que nos valeram feroz oposição", salientou.

Para Alberto João Jardim, a hora é de "todo o povo agradecer o esforço heroico dos bombeiros, bem como a louvável intervenção das Forças Armadas e das Forças de Segurança, assim como dos trabalhadores de todos os serviços e empresas cooperantes e ainda das instituições de voluntariado e de solidariedade social".

"E, com justiça, louve-se igualmente o empenho e o esforço das autoridades regionais, autárquicas e nacionais", concluiu, na mensagem, onde recorda todo o trabalho dos seus governos, incluindo para a criação da Proteção Civil e construção de novos quartéis de bombeiros.

Os incêndios registados no concelho do Funchal provocaram três mortos e a destruição em edifícios públicos e privados avaliados em 55 milhões de euros.

As chamas obrigaram à evacuação de casas, hospitais, lares, hotéis e outros espaços.

As autoridades ainda estão a contabilizar danos e a definir formas de resolver os casos dos cerca de mil desalojados.

Lusa

  • Enfermeiros dizem que suplemento de 150 € não é suficiente para acordo
    0:57

    País

    O Sindicato dos Enfermeiros diz que há um avanço nas negociações com o Governo. Esta terça-feira à tarde, uma delegação do Ministério das Finanças esteve numa reunião que decorreu no Ministério da Saúde. Apesar disso, o presidente do sindicato, José Azevedo, explicou à SIC que a proposta do executivo de pagar mais 150 euros aos enfermeiros especializados não é suficiente para chegarem a acordo.

  • Guterres condena onda de violência em Myanmar
    0:43
  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC