sicnot

Perfil

País

Jardim critica "fundamentalismo sobre propriedade privada que impedem limpeza das matas"

Alberto João Jardim manifestou a sua opinião em relação aos fogos que têm afetado a Madeira na sua página do Facebook.

LUSA

O antigo presidente do Governo Regional da Madeira afirmou hoje que é preciso "tirar lições" dos "fundamentalismos pseudo-culturais" que impedem a reabilitação de prédios devolutos e de limpeza de matas, referindo-se aos incêndios na ilha. Na mensagem, Alberto João Jardim critica também os "fundamentalismo sobre a propriedade privada que impedem a limpeza das respetivas matas".

"É necessário retirar lições das consequências de fundamentalismo pseudo-culturais, ditos de ordenamento, que criam zonas altamente combustíveis em prédios abandonados, por não os deixarem ser atrativos em termos de investimento para a sua reabilitação", escreveu Alberto João Jardim, na sua página do Facebook.

"Questões que nos valeram feroz oposição", salientou.

Para Alberto João Jardim, a hora é de "todo o povo agradecer o esforço heroico dos bombeiros, bem como a louvável intervenção das Forças Armadas e das Forças de Segurança, assim como dos trabalhadores de todos os serviços e empresas cooperantes e ainda das instituições de voluntariado e de solidariedade social".

"E, com justiça, louve-se igualmente o empenho e o esforço das autoridades regionais, autárquicas e nacionais", concluiu, na mensagem, onde recorda todo o trabalho dos seus governos, incluindo para a criação da Proteção Civil e construção de novos quartéis de bombeiros.

Os incêndios registados no concelho do Funchal provocaram três mortos e a destruição em edifícios públicos e privados avaliados em 55 milhões de euros.

As chamas obrigaram à evacuação de casas, hospitais, lares, hotéis e outros espaços.

As autoridades ainda estão a contabilizar danos e a definir formas de resolver os casos dos cerca de mil desalojados.

Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.