sicnot

Perfil

País

Despiste na A1 na zona de Coimbra causa 1 morto e dois feridos graves

SIC/ Arquivo

Um despiste provocou hoje um morto e um ferido grave na A1, na zona de Coimbra, e obrigou também ao corte do trânsito no sentido norte-sul. De acordo com informação recolhida pela SIC junto dos bombeiros sapadores de Coimbra, há ainda dois feridos em estado grave e dois ligeiros. Uma informação inicial por parte dos bombeiros, GNR e Brisa dava conta de duas vítimas mortais.

O acidente aconteceu entre os nós de Coimbra Norte e Coimbra Sul, ao quilómetro 194 da A1, no sentido norte-sul, e de acordo com a GNR a via está cortada ao trânsito neste sentido.

O diretor de comunicação da concessionária Brisa, Franco Caruso, indicou à Lusa que quem circula no sentido norte-sul "deve sair no nó de Coimbra Norte" e pode regressar à autoestrada em Coimbra Sul, fazendo o percurso pelo IC2.

O alerta para o acidente foi dado às 8:21 e de acordo com a página da Autoridade Nacional da Proteção Civil, estão no local 16 operacionais apoiados por seis viaturas.

Com Lusa

  • Inquérito vai apurar causas do acidente na A1
    0:32

    País

    O acidente na A1 que causou um mortos e quatro feridos, dois graves, envolveu apenas um carro onde seguiam cinco pessoas. De acordo com a tenente da GNR, Lígia Santos, vai ser aberto um inquérito para apurar as causas do despiste.

  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.