sicnot

Perfil

País

Despiste na A1 na zona de Coimbra causa 1 morto e dois feridos graves

SIC/ Arquivo

Um despiste provocou hoje um morto e um ferido grave na A1, na zona de Coimbra, e obrigou também ao corte do trânsito no sentido norte-sul. De acordo com informação recolhida pela SIC junto dos bombeiros sapadores de Coimbra, há ainda dois feridos em estado grave e dois ligeiros. Uma informação inicial por parte dos bombeiros, GNR e Brisa dava conta de duas vítimas mortais.

O acidente aconteceu entre os nós de Coimbra Norte e Coimbra Sul, ao quilómetro 194 da A1, no sentido norte-sul, e de acordo com a GNR a via está cortada ao trânsito neste sentido.

O diretor de comunicação da concessionária Brisa, Franco Caruso, indicou à Lusa que quem circula no sentido norte-sul "deve sair no nó de Coimbra Norte" e pode regressar à autoestrada em Coimbra Sul, fazendo o percurso pelo IC2.

O alerta para o acidente foi dado às 8:21 e de acordo com a página da Autoridade Nacional da Proteção Civil, estão no local 16 operacionais apoiados por seis viaturas.

Com Lusa

  • Inquérito vai apurar causas do acidente na A1
    0:32

    País

    O acidente na A1 que causou um mortos e quatro feridos, dois graves, envolveu apenas um carro onde seguiam cinco pessoas. De acordo com a tenente da GNR, Lígia Santos, vai ser aberto um inquérito para apurar as causas do despiste.

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.