sicnot

Perfil

País

Prisão preventiva para suspeito de atear incêndio florestal em Lagoa

O incêndio que começou no concelho de Arouca passou para Vale de Cambra, Aveiro, 8 de Agosto de 2016. Desde sábado ao final da tarde lavra no concelho de Arouca, no distrito de Aveiro, um fogo que conta com 267 operacionais, apoiados por 87 meios terrestres e dois aéreos. As chamas alastraram-se entretanto ao município de Vale de Cambra.

OCTAVIO PASSOS

O homem detido por suspeita de um crime de incêndio florestal registado a 04 de agosto em Lagoa, no Algarve, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, disse hoje fonte da Polícia Judiciária, que anunciou a detenção na quarta-feira.

O suspeito tem 37 anos, foi detido pelo Departamento de Investigação Criminal de Portimão e fonte da Diretoria do Sul da Polícia Judiciária (PJ) disse à Lusa que "ficou em prisão preventiva", depois de na quarta-feira ter sido presente a tribunal para primeiro interrogatório judicial e aplicação das eventuais medidas de coação.

O homem foi identificado como alegado responsável por atear mais de uma dezena de focos de incêndio numa zona de costa e mato do concelho de Lagoa, referiu a Judiciária no comunicado em que anunciou a detenção.

"O arguido terá desencadeado, com recurso a chama direta, 12 focos de incêndio numa área de mato, a qual termina nas falésias situadas entre as praias de Benagil e da Marinha. O maior foco de incêndio resultou numa área ardida de cerca de 10.000 metros quadrados", precisou na ocasião a PJ, frisando que "no corrente ano já identificou e deteve 37 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal".

Fonte da diretoria do sul da PJ disse na quarta-feira à agência Lusa que a detenção tinha sido feita em Lagoa e que o detido não tinha antecedentes criminais por fogo posto nem registo clínico de qualquer problema mental.

"Os focos de incêndio foram ateados no mesmo dia e localizados no mesmo período de tempo. À medida que se deslocava ia ateando os focos de incêndio", explicou a mesma fonte.

Os fogos provocaram a destruição de uma zona de costa utilizada para passeios pedonais e conhecida como o percurso dos Sete Vales Suspensos, que se estende ao longo de 5,7 quilómetros de arribas.

Lusa

  • Apoiar o Governo "é um dever constitucional"
    0:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que apoiar o Governo é um dever constitucional do Presidente da República. Num balanço do primeiro ano em Belém, Marcelo respondeu assim a quem o acusa de andar com o Governo "ao colo".

  • Brexit só avança com aprovação parlamentar
    3:04

    Brexit

    O Supremo Tribunal britânico decidiu que o Governo precisa de ter a aprovação do Parlamento para avançar com o Brexit. A decisão foi validada por uma maioria de oito contra três juízes e justificada esta terça-feira pelo Supremo britânico. Por consequência, a libra esterlina atingiu a cotação mais alta do ano em relação ao dólar.

  • Primeira-ministra da Escócia apela ao voto contra a saída da UE
    2:25

    Brexit

    Depois da decisão do Supremo Tribunal britânico em relação ao Brexit, a primeira-ministra da Escócia veio pedir aos deputados que votem contra a saída da União Europeia. Nicola Sturgeon vai apresentar uma moção no Parlamento escocês para que este se pronuncie sobre o Brexit.

  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.

  • As propostas Chanel para a próxima estação
    1:34

    Mundo

    Um dos desfiles mais aguardados do mundo da moda aconteceu esta segunda-feira, em Paris, com as propostas da casa Chanel para a próxima estação primavera/verão. No final do desfile, e pela primeira vez em 30 anos, Karl Lagarfeld não deu nenhuma entrevista à comunicação social.