sicnot

Perfil

País

Área ardida em 2016 é três vezes superior aos últimos dez anos

Meios aéreos no combate ao fogo que deflagrou em Caminha a 10 de agosto de 2016.

ARMÉNIO BELO / LUSA

A área ardida em 2016, até ao dia 15 de agosto, é três vezes superior ao histórico dos últimos dez anos, correspondendo a 103.137 hectares, refere um relatório provisório do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

"Comparando os valores do ano de 2016 com o histórico dos últimos 10 anos destaca-se que se registaram menos 22 por cento de ocorrências relativamente à média verificada no decénio 2006-2015 e que ardeu três vezes mais área do que a respetiva média nesse período", indica o relatório, datado do dia 17 de julho e difundido hoje pelo Departamento de Gestão de Áreas Públicas e de Proteção Florestal do ICNF.

Segundo o documento, de 14 páginas, o ano de 2016 apresenta, desde 2006 (até ao passado dia 15 de agosto), o quarto valor mais baixo em número de ocorrências e "o valor mais elevado de área ardida".

A estatística especifica que a base de dados nacional de incêndios florestais regista (no período compreendido entre 01 de janeiro e 15 de agosto de 2016), um total de 8.624 ocorrências (1.520 incêndios florestais e 7.104 fogachos) que resultaram em 103.137 hectares de área ardida, entre povoamentos e matos.

De acordo com a análise distrital efetuada pelo departamento do ICNF, o distrito de Aveiro foi o mais afetado -- no que concerne à área ardida -- com 41.569 hectares, "cerca de 40 por cento" da área total ardida até à data.

Segue-se Viana do Castelo, com 23.197 hectares (23 por cento do total).

O relatório refere também que os números de ocorrências registadas no mês de julho e na primeira quinzena de agosto de 2016 "superam" os respetivos valores médios do decénio 2006-2015, com mais 204 ocorrências no mês de julho e mais 1.296 nas duas semanas de agosto.

"A área ardida entre 01 e 15 de agosto contabiliza 95.357 hectares de espaços florestais, quase 93 por cento da área total ardida em Portugal continental até essa data", sublinha o relatório.

O Departamento de Gestão de Áreas Públicas e de Proteção Florestal recorda também que se consideram "grandes incêndios" sempre que a área total afetada seja igual ou superior a 100 hectares.

"Até 15 de agosto de 2016 registaram-se 86 incêndios enquadrados nesta categoria que queimaram 92.966 hectares de espaços florestais, cerca de 90 por cento do total da área ardida" até à referida data.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51