sicnot

Perfil

País

Pai de Daniel em prisão preventiva por suspeitas de violação

Fica em prisão preventica o pai de Daniel, o menino que esteve desaparecido na Madeira em 2014. Carlos Abreu é suspeito de ter atacado uma jovem de 17 anos, em Maio, na piscina onde trabalhava.

A medida de coaçao mais gravosa foi determinada por perigo de fuga, continuidade da atividade criminosa e alarme social. A denúncia foi feita na escola onde a jovem estuda, no dia em que aconteceram os alegados abusos, a rapariga de 17 anos contou aos professores que foi atacada e violada por Carlos Sousa.

O episódio terá acontecido a 2 de maio, na piscina da calheta, onde o suspeito trabalhava há sete meses, num programa especial do centro de emprego.

Carlos Abreu Sousa, 28 anos, é pai de Daniel, um menino que esteve desaparecido durante três dias em janeiro de 2014, na Madeira, quando tinha 17 meses.

A mãe do Daniel, Lídia Freitas, foi acusada pelo Ministério Público (MP), em maio deste ano, pela prática dos crimes de rapto e tráfico de pessoas.

A 19 de maio, a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa anunciou que o MP havia pedido o julgamento em tribunal coletivo da mãe do menino, por haver indícios de que foi "responsável pelo desaparecimento da criança, com vista a vendê-la a terceiros para que estes a pudessem adotar por via ilícita".

A criança desapareceu a 19 de janeiro de 2014, de casa de familiares residentes no Estreito da Calheta, no sítio do Lombo dos Reis Acima, e viria a ser encontrada três dias depois numa zona de floresta com sinais de frio.

Com Lusa

  • GNR só teve acesso às imagens das agressões em Alcochete 12 horas depois
    1:42

    Crise no Sporting

    A GNR não pôde visionar as imagens de videovigilância da Academia de Alcochete logo que chegou ao local. O sistema estava inoperacional, o que fez com que as imagens só fossem entregues quase 12 horas depois do ataque à equipa do Sporting. Entre as provas recolhidas, estão também impressões digitais e vestígios de sangue encontrados na zona do balneário.

  • Juiz considera que agressões em Alcochete foram "ato terrorista"
    1:59

    Crise no Sporting

    O juiz que decretou a prisão preventiva dos 23 detidos pelo ataque à Academia do Sporting considera que se tratou de um ato terrorista. Diz mesmo que os agressores tiveram um comportamento chocante e que perverte o espírito desportivo. Sete dos 23 detidos já foram condenados por outros crimes, mas não chegaram a pena de prisão.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • A promessa que João Mário vai ter de cumprir se Portugal for campeão
    1:36
  • Aprovadas mudanças no acesso ao ensino superior

    País

    O Governo aprovou esta quinta-feira o decreto-lei que estabelece o currículo dos ensinos básico e secundário, bem como os princípios orientadores da avaliação, voltando a nota de Educação Física a contar para a média de acesso ao ensino superior. No caso dos alunos do ensino profissional, são eliminados requisitos considerados discriminatórios no acesso ao ensino superior.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC