sicnot

Perfil

País

Mais de 400 bombeiros combatem fogos em Sardoal e Abrantes

Dois incêndios estavam a ser combatidos ao início da noite por mais de 400 bombeiros no distrito de Santarém, um em Abrantes e outro em Sardoal, com o fogo a ameaçar algumas aldeias.

Em declarações à Lusa, o comandante Paulo Cardoso, do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, disse que os operacionais no terreno têm estado a "concentrar a sua ação na defesa de pessoas e habitações", tanto em Abrantes como em Sardoal.

Referiu também que os dois incêndios "estão separados por cerca de dois quilómetros e lavram em zona de floresta mas com alguns aglomerados populacionais de pequenas aldeias".

Segundo Paulo Cardoso, "não há registo de habitações queimadas mas sim de alguns anexos agrícolas e quintais com lenha", tendo acrescentado que "apenas um bombeiro teve um ferimento ligeiro" e que "continua no terreno".

Com o cair da noite, observou, os meios aéreos desmobilizaram, cerca das 20:30, altura em que o combate "começou a ser dividido entre a parte florestal e a defesa de pessoas e bens".

Paulo Cardoso disse ainda que estão mais reforços "em trânsito" para Andreus, em Sardoal, cujo incêndio começou às 18:38 e mantinha duas frentes ativas duas horas depois, com equipas de Lisboa e Santarém do Grupo de Reforço para Incêndios Florestais (GRIF), o que "vai implicar um reforço de 68 homens no terreno".

Em Sardoal estavam, às 20:30, 79 operacionais apoiados por 24 viaturas.

O "vento forte e as condições do terreno" foram as duas principais dificuldades apontadas pelo responsável do CDOS nos dois locais.

O incêndio de maiores dimensões, que mantinha três frentes ativas às 20:30, lavra desde as 15h51 na freguesia de Fontes, concelho de Abrantes.

Este fogo, que deflagrou em zona florestal, estava a ser combatido às 20:30 por 350 bombeiros, apoiados por 109 viaturas.

Lusa

  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos únicos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.

  • Tiroteio em Espanha causa três mortos

    Mundo

    Um tiroteio na cidade espanhola de Teruel, na região de Aragão, fez esta quinta-feira três mortos, entre os quais dois elementos da Guardia Civil. O atirador está em fuga.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC