sicnot

Perfil

País

Hotéis nacionais tiveram o melhor semestre dos últimos 12 anos

O primeiro semestre de 2016 foi o melhor dos últimos 12 anos para a hotelaria nacional em termos de ocupação, preço médio por quarto disponível e receita média por turista, com os alemães a liderar as dormidas.

Os dados da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP Tourism Monitor) hoje divulgados indicam que a taxa de ocupação/quarto foi de 63,2%, mais 3,4 pontos percentuais face ao período homólogo, e o preço médio por quarto ocupado situou-se nos 72,3 euros, mais 6,3% do que em 2015 e igualando os valores de 2004.

Entre janeiro e junho de 2016, o RevPar (preço médio por quarto disponível) situou-se nos 45,69 euros (mais 12,2% do que em 2015) e a receita média por turista no hotel, por mês, atingiu o montante de 107 euros, 7% acima do semestre homólogo.

Os estrangeiros dominaram as dormidas (75%), cabendo a liderança à Alemanha (17%), seguida do Reino Unido (15%), França (7%) e Espanha (5%).

A estada média situou-se nos 1,88 dias, valor idêntico ao período homólogo do ano anterior.

De acordo com o AHP Tourism Monitor, os "Açores destacaram-se em termos de taxa de ocupação pelo bom desempenho comparado com 2015", enquanto o Grande Porto e o Algarve tiveram melhor performance em termos de preços.

A principal motivação das dormidas foi o "lazer, recreio e férias" (76%), seguindo-se os negócios/profissionais (15%) e outras motivações (9%).

Os Tourism Monitor são desenvolvidos pela AHP desde 2004 e consistem na recolha de dados relativos à operação hoteleira, tratados em termos de destinos turísticos e categorias de estabelecimentos hoteleiros concretizados em informações estatísticas e económicas.

Lusa

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.