sicnot

Perfil

País

Aldeia de Boticas evacuada devido ao fogo

O presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, disse que está a ser evacuada a aldeia de Torneiros devido à proximidade de um fogo que já lavra desde segunda-feira.

"A aldeia de Torneiros está completamente isolada, estamos a evacuar as pessoas e o fogo vai agora também em direção à sede do concelho e a Mosteirão", salientou o autarca.

O autarca explicou que os meios da câmara, como as carrinhas, estão a ser usados para retirar as pessoas da aldeia.

A Santa Casa da Misericórdia de Boticas também já disponibilizou todo o apoio necessário para ajudar a população afetada pelo incêndio, assegurando o alojamento e os cuidados básicos necessários às pessoas que foram evacuadas das suas casas por motivos de segurança.

Este fogo lavra desde as 16:17 de segunda-feira e está a ser combatido por 94 operacionais e 32 viaturas e conta com o apoio de um meio aéreo.

Este incêndio sofreu uma reativação já esta manhã e conta com um reforço de operacionais provenientes de Leiria.

No entanto, um outro fogo deflagrou também na zona de Codessoso, Boticas, cerca das 13:28 e está a ser combatido por 42 bombeiros e 10 viaturas.

"Há muitas ignições no distrito, já falei com a senhora ministra da Administração Interna por volta da hora do almoço a pedir reforços, estava a prever isto pela forma como isto está, mas não conseguiram mandar mais meios e agora estamos aqui enrascados", afirmou o autarca.

Os fogos neste concelho estão a queimar pinhal. Fernando Queiroga disse que o vento está muito forte e o fogo está muito intenso, não permitindo a aproximação dos bombeiros. "Estamos a tentar com as máquinas de rastos, mas está a ser fazer projeções a 100 metros, as temperaturas estão altíssimas, está tudo muito complicado", salientou.

O distrito de Vila Real está hoje a ser fustigado pelos incêndios. Para além de Boticas, há ainda fogos que lavram com muita intensidade nos concelhos de Ribeira de Pena e de Vila Pouca de Aguiar.

Em Ribeira de Pena, o combate às chamas em Alvadia, que avançam em quatro frentes, está a ser feito por 113 operacionais, 31 viaturas e um meio aéreo.

Este fogo deflagrou às 11:47 e há registo de que, pelo menos, um palheiro já foi queimado.

Já em Vila Pouca de Aguiar, o incêndio mobiliza 82 operacionais, 24 viaturas e um meio aéreo.

Também o concelho de Montalegre tem tido várias ignições ao longo do dia.

A página da internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil dava conta de oito incêndios ativos no distrito de Vila Real, pelas 18:00, que mobilizam 382 operacionais, 110 viaturas e quatro meios aéreos.

Lusa

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35

    País

    A data para as próximas eleições autárquicas já gerou consenso. 1 de outubro é a data pedida pelos vários partidos ouvidos esta segunda-feira por António Costa. Na próxima quinta-feira, no Conselho de Ministros, o dia de ir às urnas vai ser escolhido.