sicnot

Perfil

País

Aldeia de Boticas evacuada devido ao fogo

O presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, disse que está a ser evacuada a aldeia de Torneiros devido à proximidade de um fogo que já lavra desde segunda-feira.

"A aldeia de Torneiros está completamente isolada, estamos a evacuar as pessoas e o fogo vai agora também em direção à sede do concelho e a Mosteirão", salientou o autarca.

O autarca explicou que os meios da câmara, como as carrinhas, estão a ser usados para retirar as pessoas da aldeia.

A Santa Casa da Misericórdia de Boticas também já disponibilizou todo o apoio necessário para ajudar a população afetada pelo incêndio, assegurando o alojamento e os cuidados básicos necessários às pessoas que foram evacuadas das suas casas por motivos de segurança.

Este fogo lavra desde as 16:17 de segunda-feira e está a ser combatido por 94 operacionais e 32 viaturas e conta com o apoio de um meio aéreo.

Este incêndio sofreu uma reativação já esta manhã e conta com um reforço de operacionais provenientes de Leiria.

No entanto, um outro fogo deflagrou também na zona de Codessoso, Boticas, cerca das 13:28 e está a ser combatido por 42 bombeiros e 10 viaturas.

"Há muitas ignições no distrito, já falei com a senhora ministra da Administração Interna por volta da hora do almoço a pedir reforços, estava a prever isto pela forma como isto está, mas não conseguiram mandar mais meios e agora estamos aqui enrascados", afirmou o autarca.

Os fogos neste concelho estão a queimar pinhal. Fernando Queiroga disse que o vento está muito forte e o fogo está muito intenso, não permitindo a aproximação dos bombeiros. "Estamos a tentar com as máquinas de rastos, mas está a ser fazer projeções a 100 metros, as temperaturas estão altíssimas, está tudo muito complicado", salientou.

O distrito de Vila Real está hoje a ser fustigado pelos incêndios. Para além de Boticas, há ainda fogos que lavram com muita intensidade nos concelhos de Ribeira de Pena e de Vila Pouca de Aguiar.

Em Ribeira de Pena, o combate às chamas em Alvadia, que avançam em quatro frentes, está a ser feito por 113 operacionais, 31 viaturas e um meio aéreo.

Este fogo deflagrou às 11:47 e há registo de que, pelo menos, um palheiro já foi queimado.

Já em Vila Pouca de Aguiar, o incêndio mobiliza 82 operacionais, 24 viaturas e um meio aéreo.

Também o concelho de Montalegre tem tido várias ignições ao longo do dia.

A página da internet da Autoridade Nacional de Proteção Civil dava conta de oito incêndios ativos no distrito de Vila Real, pelas 18:00, que mobilizam 382 operacionais, 110 viaturas e quatro meios aéreos.

Lusa

  • Ronaldo é o jogador que mais preocupa os marroquinos
    2:35
  • Recorda-se de Tahar? O ex-futebolista marroquino que já jogou em Portugal
    6:10
  • "Somos 11 milhões, queremos ser campeões e as russas são grandes canhões"
    3:54
  • Denis Cheryshev: o orgulho dos anfitriões

    Mundial 2018 / Rússia

    O avançado Denis Cheryshev foi eleito o Homem do Jogo entre Rússia e Egito, que os russos venceram por 3-1. Marcou o segundo golo dos anfitriões, o terceiro em nome próprio no Mundial e juntou-se a Cristiano Ronaldo no topo da lista de melhores marcadores. Aos 27 anos e a jogar o primeiro Mundial da carreira, Cheryshev continua a assumir-se como um dos principais rostos da esperança russa para o sucesso desta campanha. Depois de já ter sido o melhor em campo no triunfo sobre a Arábia Saudita, a nação anfitriã vê-o como uma espécie de porta-estandarte do orgulho russo na defesa da pátria.

  • Gato Achilles acerta no resultado do Rússia-Egito

    Desporto

    O gato Achilles é o adivinho dos jogos do Mundial na Rússia. Depois de ter acertado na vitória da Rússia frente à Arábia Saudita, o felino voltou a apostar na equipa certa, com os russos a vencerem esta terça-feira o Egipto por 3-1.

  • "Não tenho que debater nada com Bruno de Carvalho, só tenho que fazer cumprir os estatutos" 
    10:43
  • "Quando o Cristiano Ronaldo te convidar para almoçar, recusa"

    Desporto

    Na possibilidade de ser convidado por Cristiano Ronaldo para um almoço ou jantar, recuse. Este é o conselho de Patrice Evra, que revelou o "sofrimento" que passou quando aceitou almoçar em casa do capitão da seleção nacional, na altura em que ambos jogavam pelo Manchester United. O jogador francês falou sobre a comida "demasiado saudável" e o exercício que acabou por ter de fazer, enquanto podia estar a descansar.

    SIC

  • Ronaldo no País dos Sovietes: O espetáculo fora das quatro linhas
    2:30
  • "Quero ir com a minha tia", o desespero das crianças afastadas dos pais nos EUA
    2:11