sicnot

Perfil

País

Madeira avança com recuperação de 36 casas danificadas pelos incêndios

A secretária Regional da Inclusão e Assuntos Sociais da Madeira afirmou esta terça-feira que estão a ser recuperadas 36 habitações das 203 que ficaram danificadas pelos incêndios que fustigaram a ilha na segunda semana de agosto.

"Ainda muito falta para fazer. Hoje, chegamos às 36 habitações que já estão a ser recuperadas", disse Rubina Leal na Associação de Desenvolvimento de Santo António (ASA), no Funchal, durante a entrega de materiais de reconstrução às pessoas afetadas pelos fogos.

A governante referiu que o levantamento e as vistorias efetuadas apontam para as "203 habitações danificadas" pelos incêndios, acrescentando que "um grande número é irrecuperável e outras são parcialmente recuperáveis".

A responsável insular sublinhou que o objetivo do Governo Regional da Madeira é a "retoma da normalidade e as famílias regresse às habitações", destacando que para o efeito foi "apoio desbloqueado o apoio à ASA, a única instituição com competência na requalificação urbanística".

"O que foi feito foi desbloquear o Fundo de Socorro Social no valor de 163 mi euros e foi pedido um outro reforço", na ordem dos 924 mil euros para realizar "pequenas reparações", explicou.

Rubina Leal vincou que o executivo madeirense pretende, com "a celeridade possível e cumprindo todas as regras de segurança, apoiar as pessoas na reabilitação", atuando "sem grandes burocracias".

A secretária regional indicou que está prevista uma reunião a 14 de setembro com o Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão Social para "definir a modalidade e os apoios no âmbito do Programa de Financiamento para Acesso à Habitação (Prohabita)".

Os incêndios que fustigaram a Madeira na segunda semana de agosto fizeram três mortos e um ferido grave, centenas de desalojados e deslocados, bem como prejuízos em bens públicos e privados avaliados pelo Governo Regional em 157 milhões de euros.

A Câmara Municipal do Funchal, o concelho mais afetado pelo fogo, que viu aproximadamente 22% da sua área consumida pelas chamas, estimou os danos provocados em 61 milhões de euros.

Nesta altura, também os concelhos da Ponta do Sol e da Calheta, na zona oeste da ilha, tiveram focos de incêndio.

Lusa

  • Salgado impedido de sair do país e de contactar outros arguidos
    1:21

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, ficou esta quarta-feira impedido de se ausentar para o estrangeiro sem autorização prévia e proibido de contactar com os arguidos da Operação Marquês, determinou o Tribunal Central de Instrução Criminal. O jornalista da SIC Luís Garriapa esteve no TCIC, onde deu a conhecer as medidas de coação, depois de uma "longa maratona de nove horas".

  • Temperatura global de 2016 foi a mais alta desde 1880

    Mundo

    A temperatura média na superfície terrestre e oceânica em 2016 foi a mais alta desde 1880, no terceiro ano consecutivo de recordes do aquecimento global, anunciou esta quarta-feira a agência dos Estados Unidos para a atmosfera e os oceanos.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..