sicnot

Perfil

País

Mota Amaral destaca Barbosa de Melo como um "parlamentar de relevo"

O ex-presidente da Assembleia da República Mota Amaral disse esta quarta-feira que António Barbosa de Melo "foi um parlamentar de relevo" e teve "um papel importantíssimo na Assembleia Constituinte".

"Convivi de perto com António Barbosa de Melo na Assembleia Constituinte, onde foi um elemento muito sábio e teve um papel importantíssimo. Foi um parlamentar de relevo muito respeitado por todas as bancadas", afirmou à agência Lusa Mota Amaral.

O antigo presidente da Assembleia da República António Barbosa de Melo morreu hoje, aos 83 anos, no Centro Hospital e Universitário de Coimbra.

"A morte do professor António Barbosa de Melo é uma perda para o país e enche-me de profunda tristeza", declarou Mota Amaral, endereçando à família enlutada "sentidas condolências".

Para Mota Amaral, que foi presidente da Assembleia da República entre 10 de abril de 2002 e 16 de março de 2005, Barbosa de Melo "prestigiou o parlamento com um desempenho impecável", destacando, igualmente, a sua carreira académica que "deixou, também, marcas na Universidade de Coimbra".

"António Barbosa de Melo acompanhou com muito interesse e desde a primeira hora a institucionalização da autonomia política dos Açores", referiu o primeiro presidente do Governo Regional dos Açores, realçando, ainda, o "importante contributo" que deu "à consolidação do poder local democrático".

Barbosa de Melo nasceu em 1932 e foi presidente da Assembleia da República entre novembro de 1991 a novembro de 1995.

Investigador e professor catedrático da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, António Moreira Barbosa de Melo foi um dos fundadores do PSD, no qual exerceu diversos cargos nos órgãos nacionais.

Integrou a Comissão para a elaboração da lei eleitoral para a Assembleia Constituinte em 1974, da qual foi também deputado. Exerceu novamente o mandato de deputado na Assembleia da República nos anos de 1976-1977 e 1991-1999.

Foi presidente da Assembleia da República durante a VI Legislatura (1991-1995) e foi membro do Conselho de Estado.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51