sicnot

Perfil

País

64 fogos ativos, Monchique continua a mobilizar mais de 600 operacionais

O incêndio em Monchique, no distrito de Faro, continuava às 00:00 desta sexta-feira, segundo a Proteção Civil, com duas frentes ativas e a mobilizar mais de 600 operacionais, numa altura em que estavam 64 fogos ativos em Portugal continental.

No combate ao fogo, que já chegou ao município de Faro, participam também 195 meios terrestres.

Às 00:10, a Proteção Civil continuava a destacar também um incêndio no concelho de Esposende, Braga, na localidade de Monte de São Lourenço, que teve início às 15:32 de quinta-feira e que está a ser combatido por 135 operacionais, apoiados por 44 meios terrestres.

Ao início do dia de hoje, segundo a Proteção Civil, estavam ativos em Portugal continental 64 incêndios, que mobilizavam para o seu combate 1.811 operacionais, apoiados por 590 meios terrestres.

Os distritos do Porto (15), Vila Real (11) e Braga (10) são os que registam mais ocorrências.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.