sicnot

Perfil

País

64 fogos ativos, Monchique continua a mobilizar mais de 600 operacionais

O incêndio em Monchique, no distrito de Faro, continuava às 00:00 desta sexta-feira, segundo a Proteção Civil, com duas frentes ativas e a mobilizar mais de 600 operacionais, numa altura em que estavam 64 fogos ativos em Portugal continental.

No combate ao fogo, que já chegou ao município de Faro, participam também 195 meios terrestres.

Às 00:10, a Proteção Civil continuava a destacar também um incêndio no concelho de Esposende, Braga, na localidade de Monte de São Lourenço, que teve início às 15:32 de quinta-feira e que está a ser combatido por 135 operacionais, apoiados por 44 meios terrestres.

Ao início do dia de hoje, segundo a Proteção Civil, estavam ativos em Portugal continental 64 incêndios, que mobilizavam para o seu combate 1.811 operacionais, apoiados por 590 meios terrestres.

Os distritos do Porto (15), Vila Real (11) e Braga (10) são os que registam mais ocorrências.

Lusa

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.