sicnot

Perfil

País

Diplomata da União Europeia na Tunísia esfaqueado em Lisboa pelo filho

Um diplomata da Delegação da União Europeia (UE) na Tunísia foi esfaqueado pelo filho, este sábado, em Lisboa, tendo sido internado no Hospital de São José, onde permanece, confirmou este domingo à agência Lusa fonte da PSP.

A notícia foi avançada este domingo à tarde pela Correio da Manhã TV, e confirmada pela PSP à Lusa, que disse que o homem, de 53 anos, terá sido esfaqueado pelo filho, de 23 anos, na rua Maria da Fonte, junto ao mercado do Forno do Tijolo, na freguesia de Arroios, em Lisboa.

O filho, que estuda na capital portuguesa, foi detido e será ouvido em tribunal, na segunda-feira de manhã, para serem definidas medidas de coação, disse a fonte policial.

A mesma fonte indicou que o representante da UE está internado no Hospital de São José.

A Lusa contactou o hospital, mas fonte oficial remeteu para segunda-feira a possível prestação de informações.

Lusa

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.