sicnot

Perfil

País

Funeral de Dylan da Silva realiza-se amanhã em Ponte de Lima

O corpo do comando militar Dylan Araújo da Silva está hoje em câmara ardente a partir das 17:00 na Igreja da Gemieira, Ponte de Lima, realizando-se o funeral na segunda-feira no Cemitério de Ponte de Lima.

Lisboa, 11 set (Lusa) -

Dylan Araújo da Silva morreu no sábado no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, onde estava internado desde 06 de setembro, devido a complicações hepáticas, ocorridas no âmbito do 127.º curso de comandos do exército.

O corpo do militar dos comandos Dylan Araújo da Silva "estará em câmara ardente hoje, domingo, dia 11, a partir das 17 horas na Igreja da Gemieira, Ponte de Lima", segundo avança um comunicado da empresa prestadora de serviços funerários Servilusa.

Na segunda-feira, pelas 09:00, iniciam-se as exéquias, com a trasladação para a Igreja da Lapa, também em Ponte de Lima, onde pelas 15:00 será celebrada missa de corpo presente.

O cortejo fúnebre seguirá depois para o Cemitério de Ponte de Lima.

Esta foi a segunda morte de um militar na sequência do treino dos Comandos na região de Alcochete, no distrito de Setúbal, que decorreu no domingo passado (04 de setembro). No dia do treino um militar morreu e vários outros receberam assistência hospitalar.

Um desses militares que estava com prognóstico reservado tratava-se de Dylan Araújo da Silva.

Lusa

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.