sicnot

Perfil

País

GNR reforça fiscalização ao uso do cinto de segurança

A GNR indicou esta segunda que reforça, até domingo, a fiscalização ao uso do cinto de segurança e cadeirinhas para crianças, sendo a operação direcionada para as vias onde estas infrações são mais frequentes.

Em comunicado, a GNR adianta que a utilização do cinto de segurança e de sistemas de retenção para crianças (SRC) reduz a ocorrência e a gravidade de lesões sofridas pelos ocupantes de uma viatura em caso de acidente de viação, sendo este o motivo para aquela força de segurança dar particular atenção às ações de prevenção e fiscalização.

A Guarda Nacional Republicana registou este ano 18.870 infrações por falta de cinto de segurança e SRC, correspondendo a uma diminuição de cerca de 26 por cento em relação 2015, quando ocorreram 24.350.

Segundo a GNR, Porto (3.567), Aveiro (2.069) e Braga (2.003) foram os distritos que registaram o maior número de infrações este ano.

Esta operação, que em Portugal é levada a cabo pelos militares da Unidade Nacional de Trânsito e dos comandos territoriais, é também realizada em todos os países da Europa e enquadra-se no plano definido pela European Traffic Police Network (TISPOL), organismo que congrega todas as polícias de trânsito da Europa, no qual a GNR é a representante nacional.

A GNR sublinha ainda que a não utilização do cinto de segurança é uma das principais causas da sinistralidade rodoviária grave em Portugal, a par do excesso de velocidade e condução sob a influência do álcool, tendo, por isso, intensificado as ações de controlo destas matérias no sentido de reduzir o número de vítimas nas estradas.

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.