sicnot

Perfil

País

Vinhos da costa alentejana envelhecidos no fundo do mar

Mergulhadas a vários metros de profundidade, 700 garrafas de vinho da costa alentejana vão envelhecer submersas no mar, em Sines, para serem oferecidas aos capitães dos veleiros que participam na regata Tall Ships 2017.

As primeiras garrafas de vinho foram hoje mergulhadas no fundo do mar, em Sines, no distrito de Setúbal, a cerca de seis metros de profundidade, onde vão repousar durante alguns meses.

Agrupadas em conjuntos de 50 e posicionadas verticalmente em grades metálicas, construídas propositadamente por formandos do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), as garrafas vão ser colocadas em diferentes locais, na costa de Sines e a diferentes profundidades, com a ajuda de mergulhadores.

Nos próximos dias, serão colocadas as restantes garrafas, a cerca de 10 e a 17 metros de profundidade, para testar o resultado na qualidade dos vinhos sob diferentes condições.

"A ideia é testar as várias profundidades, porque a luminosidade é diferente, a pressão da água é diferente e a temperatura também varia um bocadinho e, com estas três profundidades, verificar qual é que se adequa melhor ao estágio", explicou o presidente da Associação de Produtores de Vinho da Costa Alentejana, José Mota Capitão.

A expectativa é a de que "os vinhos conservem melhor", tendo em conta que as condições, como a temperatura, são mais estáveis, oscilando menos ao longo do ano, o que poderá levar a que esta passe a ser "uma solução em termos de estágio de vinhos".

Sendo esta a primeira experiência do género em Sines, vão ser retiradas amostras "todos os meses" para "fazer provas organolépticas e químicas", de modo a verificar a "evolução no vinho", originário de sete produtores da região, sendo dois brancos e cinco tintos.

"Nós não temos ainda muita experiência de como é estagiar vinho na água do mar, foi feita uma experiência no Douro, que pelo que se sabe não correu muito bem, na medida em que o Douro tem muita corrente, foi feita também uma no Alqueva que acho que já correu melhor, e nós vamos iniciar este projeto de por vinho no mar de Sines", acrescentou José Mota Capitão.

A ideia surgiu "há cerca de dois anos", partindo da intenção de "oferecer aos capitães dos veleiros que participam na regata Tall Ships 2017 algo que fosse um produto da região", revelou, em declarações à Lusa o presidente do município, Nuno Mascarenhas.

A regata RDV Tall Ships 2017 escala em Sines entre 28 de abril a 01 de maio de 2017, na frente marítima e terminais portuários da cidade, com uma previsão de participação de 25 grandes veleiros, envolvendo mil tripulantes de 20 países.

Com a perspetiva de que o envelhecimento de vinhos no fundo do mar, em Sines, passe a ser uma prática "com continuidade no futuro", a iniciativa pretende também promover simultaneamente os vinhos da região e Sines enquanto destino turístico.

Promovida pelo município, a iniciativa contou com o apoio do IEFP, da Administração Portuária de Sines (APS), da Associação de Produtores de Vinho da Costa Alentejana e da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.