sicnot

Perfil

País

Serviços Prisionais abrem inquérito a morte de reclusos em Paços de Ferreira

A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais informou esta terça-feira que vai abrir um inquérito interno às mortes de dois reclusos no Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira, ocorridas nas últimas 24 horas.

Em resposta a questões colocadas pela agência Lusa, a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais referiu que na segunda-feira "foi encontrado inanimado na cela um recluso, tendo sido imediatamente chamados os elementos dos serviços de saúde do estabelecimento, que iniciaram manobras básicas de reanimação até à chegada do INEM, que confirmou o óbito.

"A ocorrência foi comunicada às autoridades policiais e o corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal de Penafiel para autópsia, aguardando-se os resultados da mesma para apurar a causa da morte, que, preliminarmente, apontarão para problemas cardíacos", refere na resposta a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais.

Na madrugada de hoje, um outro recluso foi encontrado enforcado na cela, tendo, segundo a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais, o INEM confirmado o óbito e corpo sido enviado para o Instituto de Medicina Legal de Penafiel para autópsia.

Os reclusos mortos tinham 49 e 38 anos de idade, respetivamente.

O primeiro estava condenado a uma pena de seis anos e 10 meses de prisão e o segundo a uma pena de 21 anos.

Segundo um relatório do Conselho da Europa, divulgado em março, a taxa média de mortes nas prisões em Portugal era de 43,4%.

Já a taxa de suicídio, que representa a segunda causa de morte nas prisões, representou em Portugal 9,1 por 10.000 reclusos em 2013, refere o mesmo relatório.

O último Relatório Anual de Direitos Humanos do Departamento de Estado norte-americano apontava que as condições e sobrelotação das cadeias em Portugal representam, em 2015, um problema de Direitos Humanos.

Lusa

  • Um dos dois reclusos feridos em Sintra continua internado

    País

    Dois reclusos do Estabelecimento Prisional de Sintra receberam assistência hospitalar, encontrando-se um ainda internado, na sequência de confrontos entre sete presos, na manhã de domingo, confirmou esta segunda-feira a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP).

  • Apreendidos 1.756 telemóveis a reclusos em 2015
    2:29

    País

    Na sequência das imagens publicadas hoje da "festa" na prisão de Sintra, três reclusos foram colocados em regime de segurança. O diretor-geral dos Serviços Prisionais diz que não pode garantir que estas situações não se repitam noutras cadeias. Contudo, assegura que vão ser reforçados os meios para combater a entrada de drogas e telemóveis nas prisões. O sindicato dos guardas diz que o problema é precisamente a falta de efetivos e a inevitável falta de controlo. Em 2015, foram apreendidos 1.756 telemóveis a reclusos e a apreensão de droga aumentou 142%.

  • "Quem faz isto sabe estudar os dias e o vento para arder o máximo possível"
    4:15
  • O balanço trágico dos incêndios do fim de semana
    0:51

    País

    Mais de 500 mil hectares de área ardida, 42 vítimas mortais, 71 de feridos, dezenas de casas e empresas destruídas. É este o balanço de mais um fim de semana trágico para Portugal a nível de incêndios florestais.

  • 2017: o ano em que mais território português ardeu
    1:41

    País

    Desde janeiro, houve mais área ardida do que em qualquer outro ano na história registada de incêndios florestais. Segundo dados provisórios do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais, mais de 519 mil hectares foram consumidos pelas chamas até 17 de outubro, o que representa quase 6% de toda a área de Portugal. 

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • O que resta de Tondela depois dos incêndios
    1:07

    País

    O concelho de Tondela é agora um mar de cinzas, imagens recolhidas pela SIC com um drone mostram bem a dimensão do que foi destruído pelos incêndios. Perto 100 habitações principais ou secundárias, barracões, oficinas e stands arderam. 

  • Moradores reuniram esforços para salvar idosos das chamas em Pardieiros
    2:50

    País

    O incêndio de domingo em Nelas fez uma vítima mortal: um homem de 50 anos, de Caldas da Felgueira, que regressava de uma aldeia vizinha, onde tinha ido ajudar a combater as chamas. Em Pardieiros, no concelho de Carregal do Sal, várias casas arderam e uma jovem sofreu queimaduras ao fugir do incêndio. Durante o incêndio, pessoas reuniram esforços para salvar a povoação.

  • Cinco unidades fabris em Tondela destruídas pelas chamas
    3:06

    País

    As contas finais dos prejuízos na zona industrial de Tondela ainda não são definitivas, mas há cinco unidades fabris que foram atingidas pelas chamas. O aterro sanitário do Planalto Beirão foi também atingido pelo fogo que atravessou Tondela, onde ardeu o equivalente a 20 anos de resíduos orgânicos.

  • As lágrimas do primeiro-ministro do Canadá

    Mundo

    O primeiro-ministro da Canadá, Justin Trudeau, emocionou-se esta quarta-feira ao falar de um artista que morreu depois de perder uma luta contra o cancro. Gord Downie, vocalista da banda de rock canadiana "The Tragically Hip", faleceu esta terça-feira, aos 53 anos, vítima de um tumor cerebral.