sicnot

Perfil

País

ASAE encerra 12 estabelecimentos de restauração

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) suspendeu a atividade a 12 estabelecimentos de restauração em Troia e na Nazaré e deteve uma pessoa, na sequência de ações de fiscalização realizadas na primeira quinzena de setembro.

Em comunicado envido à agência Lusa, a ASAE salienta que, no âmbito daquelas ações de fiscalização, foi "suspensa a atividade a 12 estabelecimentos de restauração, bem como a cozinha central e de fabrico de pastelaria de um estabelecimento de hotelaria, por incumprimento dos requisitos de higiene".

Durante os primeiro 15 dias de setembro, a ASAE realizou operações de fiscalização a 66 operadores económicos, situados na Península de Troia, Nazaré e Sítio da Nazaré, tendo também instaurado seis processos-crime por "fraude sobre mercadoria em pescado e em azeite" e "detido um indivíduo".

"Foram ainda instaurados 41 processos de contraordenação, destacando-se como principais infrações o incumprimento dos requisitos de higiene, disponibilização de bivalves sem requisitos exigidos por lei, falta de controlo de pragas e a falta da comunicação prévia para o exercício da atividade", refere a ASAE.

Nas ações de fiscalização, acrescenta a ASAE, foram também apreendidos 325 quilogramas de géneros alimentícios, 47 quilogramas de bivalves e azeite e mistura de óleo alimentar.

Lusa

  • ASAE fiscaliza centenas de veículos de mercadorias
    1:36

    País

    Centenas de veículos de transporte de mercadorias foram fiscalizados esta terça-feira pela ASAE, numa mega inspeção que decorreu em vários pontos do país. Cerca de 130 inspetores fiscalizaram o estado as cargas, as condições de transporte e a possibilidade de contrafação. O inspetor-geral garante que a operação não é uma resposta às acusações de falta de meios na ASAE.

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".