sicnot

Perfil

País

Madeira continua a aguardar apoio do Estado para recuperar de habitações

A secretária da Inclusão e Assuntos Sociais da Madeira disse este sábado que permanecem por realojar mais de 20 famílias afetadas pelos incêndios que fustigaram o Funchal, em agosto, declarando que a região continua à espera do apoio do Estado para este fim.

"Até hoje não foi transferida qualquer verba para a recuperação das habitações", informou Rubina Leal no decorrer de uma visita que efetuou à freguesia do Monte, uma das mais afetadas pelos fogos, para acompanhar a situação da recuperação de casas danificadas.

Segundo a responsável do executivo madeirense, ainda estão por "realojar à volta de 20 famílias, mais estas que são uma situação nova que surgiu, que precisam ser realojadas porque há obras municiais que estão em curso".

A governante falava do caso de seis habitações que estão em situação de risco, por estarem edificadas junto de taludes onde decorrem obras municipais.

"Nós, Governo Regional, através do Instituto Habitacional da Madeira (IHM), vamos proceder ao alojamento destas famílias, uma vez que as obras pressupõem que as pessoas saiam das suas habitações", adiantou a responsável, mencionando que as intervenções são da responsabilidade da Câmara do Funchal e que estão paradas porque os moradores não abandonam as residências.

Rubina Leal referiu que o executivo madeirense vai "privilegiar a recuperação das habitações", sendo preocupação fazer com que as pessoas possam regressar antes do inverno.

Naquela localidade "estão a ser recuperadas 10 habitações [que ficaram parcialmente danificadas pelos incêndios] pela Associação para o Desenvolvimento da freguesia de Santo António (ASA) e outras 12 que estão a ser apoiadas por doações feitas à paróquia da freguesia do Monte", apontou.

"As obras grandes que ainda temos, muitas no Monte, ainda estamos a aguardar pelos apoios do Governo central, nomeadamente através do IHRU [Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana], à semelhança do que aconteceu no temporal de 20 de fevereiro [2010] para executarmos essas mesmas obras, uma vez que não podemos utilizar verbas do Fundo de Socorro Social nessa matéria", argumentou.

A secretária regional realçou que o apoio que a Madeira recebeu até a agora foi "163 mil euros, que surgiu numa primeira fase, e reforço que foi pedido de Socorro Social, 924 mil euros", uma verba que corresponde ao saldo que transitou de 2015 para 2016 do Instituto de Segurança Social.

Os incêndios que ocorreram na segunda semana de agosto na Madeira, que afetaram sobretudo o concelho do Funchal, provocaram três mortos, centenas de desalojados, danos em mais de 300 edifícios e prejuízos avaliados pelo Governo Regional em 157 milhões de euros.

Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.