sicnot

Perfil

País

Recolha de indícios em Aguiar da Beira terminou ao início da tarde

A Polícia Judiciária e a GNR terminaram cerca das 14:00 de hoje a recolha de indícios junto à Estrada Nacional (EN) 229, em Aguiar da Beira, onde foi encontrado um militar morto e dois civis alvejados, um destes também morto.

O major Pedro Gonçalves, Relações Públicas do Comando Territorial da GNR da Guarda, explicou aos jornalistas que neste local foi encontrada a viatura da GNR com o militar na bagageira. Tratava-se de Carlos Caetano, de 29 anos, natural de Aguiar da Beira.

Os dois civis encontravam-se "a dez metros da estrada e a cerca de cem metros, mais para dentro do mato, estava a viatura, provavelmente com o objetivo de a ocultar", referiu, acrescentando que "se presume que uma situação esteja relacionada com a outra".

A viatura da GNR foi rebocada do local pouco antes das 14:00.

Até essa hora, o trânsito na EN 229 foi sendo momentaneamente cortado de forma a permitir a recolha dos indícios.

Junto a um hotel que está em construção na zona industrial de Aguiar da Beira, próximo das Caldas da Cavaca, foi encontrado ferido outro militar, António Ferreira, natural de Lisboa e residente em Penalva do Castelo, de 41 anos.

O acesso ao hotel, que está situado numa zona isolada, encontra-se interdito, mantendo-se no local uma viatura e três militares da GNR.

Pedro Gonçalves explicou que já houve alguns furtos na zona industrial, "normalmente durante a noite e a estabelecimentos que estão desocupados, não têm vigilância ou funcionários".

Os dois militares andavam a fazer patrulhamento e "a última vez que deram informação para a sala de situação foi cerca das 3:30", explicou.

Segundo Pedro Gonçalves, os militares terão sido alvejados depois de terem confrontado os suspeitos.

"Viemos a perceber que os suspeitos transportaram um militar para um local próximo, situado a cinco quilómetros. O outro militar ferido foi encontrado no primeiro local na zona industrial de Aguiar da Beira, localidade de Vila Chã", acrescentou.

A GNR só começou a suspeitar que algo se passava com os dois militares em patrulha porque a viatura em que seguiam esteve imóvel durante muito tempo e não conseguiram contactá-los.

Ainda durante a manhã, enquanto eram efetuadas buscas na área, a GNR detetou mais "duas vítimas civis com ferimentos de bala: um senhor que já não apresentava sinais vitais e uma senhora que ainda apresentava sinais de vida e que se encontrava num estado com gravidade".

Este casal, com idades na casa dos 40 a 50 anos, já está identificado.

A GNR garantiu que está a concentrar todos os esforços para tentar detetar e capturar os suspeitos, que serão pelo menos dois.

O militar ferido no tiroteio, de acordo com o hospital de Viseu, está estabilizado, mas ainda necessita de cuidados médicos.

Lusa

  • Caça ao homem estende-se à Guarda e Viseu
    2:43

    País

    Esta manhã em Aguiar da Beira um militar da GNR foi abatido a tiro e outro ferido com gravidade durante o que parece ter sido um assalto. Há ainda um civil morto e outro ferido mas não se sabe se têm ligação com o caso. Um dos suspeitos já foi identificado e as buscas alargaram-se aos distritos da Guarda e Viseu.

  • Dois mortos e dois feridos graves em Aguiar da Beira
    2:07

    País

    Um militar da GNR morreu e outro ficou ferido com gravidade, atingidos a tiro em Aguiar da Beira, no distrito da Guarda. As autoridades montaram uma operação de caça ao homem. Há ainda um civil morto e outro ferido mas não se sabe se têm ligação com o caso.

  • O que se passou em Aguiar da Beira, segundo a GNR
    3:39

    País

    O major Pedro Gonçalves fez um ponto de situação da investigação ao tiroteio em que um militar da GNR morreu e outro ficou ferido, em Aguiar da Beira. Foram entretanto encontrados um homem morto e uma mulher ferida, numa zona próxima.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.