sicnot

Perfil

País

Onze anos de prisão para homem que violou idosa duas vezes

O Tribunal Judicial de Braga condenou hoje a 11 anos de prisão um homem que em 2015 violou uma idosa naquela cidade por duas vezes, num espaço de um mês.

Quando cometeu a primeira violação, o arguido tinha saído da prisão há poucos dias, em liberdade condicional, após ter cumprido parte da pena de nove anos a que fora condenado por violação, rapto e roubo.

A primeira violação do caso hoje sentenciado registou-se em julho de 2015, quando o arguido atacou a idosa junto a um centro comercial.

A vítima ofereceu resistência e a chegada de um popular impediu-o de concretizar a violação, mas o arguido não desistiu e pouco depois voltou a apanhar a mulher, consumando o crime.

No mês seguinte, o arguido voltou a violar a mesma mulher, noutra zona da cidade.

Foi detido em dezembro pela Polícia Judiciária, encontrando-se desde então em prisão preventiva.

Em julgamento, que decorreu à porta fechada, o arguido confessou os crimes.

O tribunal aplicou-lhe oito anos de prisão por cada um dos crimes de violação, fixando o cúmulo jurídico em 11 anos de prisão.

Lusa

  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.