sicnot

Perfil

País

Portugueses são dos europeus que menos fazem voluntariado

(Arquivo)

SIC

Os portugueses são dos europeus que menos fazem voluntariado e, em 2012, eram um milhão, ou seja, 12% da população com mais de 15 anos tinha participado em trabalho voluntário, pelo menos uma vez, revela o INE.

O Inquérito Piloto ao Trabalho Voluntário 2012 integra a segunda edição da Conta Satélite da economia social, foi elaborada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) e divulgada no Dia Internacional da Solidariedade Humana, que hoje se assinala.

De acordo com os resultados do inquérito, cerca de 11,5% da população residente com 15 ou mais anos tinha participado em, pelo menos, uma atividade formal ou informal de trabalho voluntário, representando 1,040 milhões de voluntários.

Com base no Inquérito Especial do Eurobarómetro para 2011, o INE salienta que, as taxas de voluntariado mais elevadas registam-se no norte da Europa, principalmente na Holanda, com 57% da população residente com 15 e mais anos a afirmar fazer voluntariado.

Ao contrário, os países da antiga Europa de Leste foram aqueles onde se observaram as taxas de voluntariado mais reduzidas.

"Portugal surgia em antepenúltimo lugar, relativamente distante da média da União Europeia (24%)", e somente a Bulgária e a Polónia tinham valores mais baixos de participação em ações de voluntariado, segundo a informação divulgada.

A posição portuguesa é explicada, "em parte, pela cultura de participação em atividades de trabalho voluntário e pelas condições socioeconómicas do país, observando-se alguma correlação entre o grau de desenvolvimento económico e a taxa de voluntariado dos países", segundo o INE.

Em 2012, "terão sido dedicadas 368,2 milhões de horas a trabalho voluntário" em Portugal e, tendo como referência o total de horas trabalhadas das Contas Nacionais portuguesas, concluiu-se que as horas dedicadas ao trabalho voluntário equivaliam a 4,3% do total de horas trabalhadas no país.

"Tal significa que, em média, a população total residente com 15 ou mais anos dedicou aproximadamente 29 horas por mês ao trabalho voluntário", salienta o INE.

Os cálculos do INE revelam que, com base no salário mínimo nacional, "o trabalho voluntário registava um valor de 1,014 mil milhões de euros, que correspondiam a 0,60% do PIB [Produto Interno Bruto] nacional em 2012".

Se a análise tiver em conta um "salário de apoio social", que reunia as remunerações médias das profissões equivalentes às atividades voluntárias mais frequentes, é obtido um valor intermédio de 1,6 mil milhões de euros, que correspondiam a quase 1% do PIB nacional.

O tipo de atividades desenvolvidas pelos voluntários em Portugal é diferente daquele observado na Europa e o INE destaca a maior relevância das atividades de apoio social e religião e a menor importância relativa do desporto, cultura, associações comunitárias, defesa de direitos e das organizações profissionais e sindicatos.

Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • As polémicas do primeiro mês de Donald Trump como Presidente
    3:17
  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.