sicnot

Perfil

País

Greve às horas extras continua no INEM até junho de 2017

Greve às horas extras continua no INEM até junho de 2017

Os trabalhadores do INEM querem receber horas extra em atraso e reclamam a aplicação das 35 horas semanais. A greve, iniciada em agosto, vai recomeçar a 6 de janeiro e será prolongada até junho de 2017.

  • Presidente do INEM anuncia contratações
    0:52

    País

    O presidente do INEM anunciou à SIC que o Instituto irá contratar 100 novos técnicos de emergência pré-hospitalar e garantiu que as horas extraordinárias em atraso já começaram a ser pagas. Luís Meira disse ainda que acredita que o prolongamento da greve às horas extraordinárias não terá grande impacto no serviço prestado às populações.

  • Horas extra por pagar no INEM

    País

    O INEM tem dívidas por pagar relativas a horas extra. Vários trabalhadores informaram que não voltam a fazer horas extra enquanto a situação não for regularizada. A falta de profissionais pode colocar em causa a eficácia na resposta a emergências.

  • Desfibrilhadores do INEM sob suspeita
    4:15

    País

    Além dos negócios do sangue, o Ministério Público e a PJ estão a investigar outros fornecimentos ao Estado por parte de empresas ligadas a Lalanda e Castro. A compra de desfibrilhadores pelo INEM à ILS é um deles. A ILS é, segundo fonte ligadas à investigação, a proprietária do carro que Luís Cunha Ribeiro, o ex-presidente do INEM, detido na semana passada, conduzia. Um de vários bens que Cunha Ribeiro pode ter recebido das empresas ligadas a Lalanda e Castro.

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19