sicnot

Perfil

País

Jornalistas reúnem-se em Congresso após interregno de quase 20 anos

O quarto Congresso dos Jornalistas arranca hoje, depois de um hiato de quase 20 anos, sob o mote "Afirmar o jornalismo", contando com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na sessão de abertura. O evento, que tem lugar no cinema São Jorge, em Lisboa, decorre entre hoje e domingo.

A conferência inaugural contará com Michael Rezendes, jornalista norte-americano, com prémio Pulitzer de Serviço Público em 2003 pelo trabalho no The Boston Globe, enquanto orador convidado. Na sexta-feira será debatido durante manhã o estado do jornalismo, decorrendo uma mesa redonda de diretores de media.

À tarde, o ensino, o acesso à profissão e a formação profissional e a regulação, ética e deontologia serão os temas em destaque, culminando o dia com o lançamento do livro "Tudo por uma boa história", obra que incluiu relatos de 40 repórteres. No sábado, as condições de trabalho dos jornalistas, novos projetos, a viabilidade económica e os desafios do jornalismo e o jornalismo de proximidade e a profissão fora dos grandes centros são os assuntos em debate.

No domingo, último dia do congresso, que abordará o tema "afirmar o jornalismo, independência e credibilidade" e ainda as "assessorias", o encerramento, sob o mote "E agora?", irá reunir um painel de representantes dos acionistas dos órgãos de comunicação social, da tutela e das organizações representativas do setor.

A presidente da comissão organizadora do congresso, Maria Flor Pedroso, espera que o evento seja "um ponto de partida" para "começar qualquer coisa diferente", tendo considerado que "só se pode esperar aquilo que os jornalistas queiram que se reflita" no evento.

Ao contrário dos três congressos anteriores, o deste ano conta com as três organizações de jornalistas - Sindicato dos Jornalistas, Casa de Imprensa e Clube de Jornalistas -, o que para Maria Flor Pedroso é "uma novidade absoluta". Os três congressos anteriores tinham sido promovidos exclusivamente pelo Sindicato dos Jornalistas.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51