sicnot

Perfil

País

Trabalhador morre em central de betão no Caniçal

Um trabalhador morreu esta quarta-feira num acidente de trabalho numa central de betão no Caniçal, no concelho de Machico, confirmou fonte dos Bombeiros Municipais da localidade.

."Fomos com uma ambulância para o local, mas quando lá chegámos o trabalhador já não apresentava sinais de vida", adiantou. O trabalhador manobrava uma máquina de fabricar betão quando alegadamente o balde se soltou e caiu na cabeça do trabalhador. O inspetor regional do Trabalho da Madeira, Benício Nunes, informou que esta autoridade foi ao local tomar conta da ocorrência, com vista a remeter o processo para o Ministério Público.

"Foi numa central de betão, é um processo mecanizado e automatizado, mas infelizmente houve uma morte", lamentou. Este é o primeiro acidente mortal no trabalho ocorrido este ano na Madeira, tendo sido registados quatro em 2016, dois dos quais com vítimas "in itinerarium", ou seja, vítimas de acidente de viação no percurso entre casa e trabalho (um bancário e um trabalhador de artes gráficas).

As restantes mortes deram-se no local de trabalho, uma na área da construção civil (funcionário de uma administração autárquica) e outra no setor metalúrgico. De acordo com Benício Nunes, a Inspeção Regional de Trabalho, no âmbito da fiscalização da segurança, higiene e saúde no trabalho, realizou 628 inspeções a trabalhadores no ano passado.

Lusa

  • Bruno de Carvalho e Octávio Machado suspensos

    Desporto

    O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, e o diretor-geral para o futebol, Octávio Machado, foram esta terça-feira suspensos pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, na sequência de uma queixa apresentada pelo Benfica em novembro de 2015.

  • Corredora exausta é levada ao colo até à meta na meia maratona do amor
    1:06

    Mundo

    Aconteceu este domingo em Filadélfia, EUA. A poucos metros da meta uma corredora exausta é amparada por dois colegas. Mas o cansaço é tanto que fica sem força nas pernas. É quando aparece a terceira ajuda. Um homem volta para trás e leva-a no colo até à meta. A centímetros do fim larga-a para que a corredora possa atravessar a meta pelo seu próprio pé.

    Patrícia Almeida

  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho