sicnot

Perfil

País

Ministro do Planeamento inicia hoje visita ao Algarve com transportes na agenda

Ministro do Planeamento, Pedro Marques.

TIAGO PETINGA/ LUSA

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, inicia esta quinta-feira uma visita de dois dias ao Algarve, marcada pelo financiamento europeu a municípios do interior e pela apresentação de projetos relacionados com transportes aéreo, ferroviário e rodoviário.

A visita começa às 16:30, em Aljezur, onde Pedro Marques vai assistir à primeira de quatro cerimónias de assinatura de protocolos entre a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve e municípios, para dotar as autarquias de Monchique, Vila do Bispo, Alcoutim e Aljezur de um "apoio adicional" de 2,6 milhões de euros no âmbito do quadro de apoio Portugal2020, revelou o gabinete do ministro.

Depois da assinatura do protocolo em Monchique, às 18:00, Pedro Marques janta com autarcas da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), em Portimão, e inicia o segundo dia da visita, na sexta-feira, em Monchique, com a assinatura do protocolo com a autarquia, às 09:30, segundo a agenda da deslocação divulgada pelo ministério.

Às 11:00, o governante vai estar na estação ferroviária de Portimão para anunciar a eletrificação da linha do Algarve, designadamente "dos troços entre Faro e Vila Real de Santo António e entre Tunes e Lagos", no âmbito do "plano de modernização Ferrovia 2020", revelou ainda o gabinete do governante, frisando que a intervenção será apresentada pelo presidente da Infraestruturas de Portugal, António Laranjo, está orçada em 32 milhões de euros e deverá estar "concluída no terceiro trimestre de 2021".

Pedro Marques segue depois para Faro, onde vai fazer uma visita às obras de ampliação do terminal do aeroporto internacional, que começaram em julho passado, estão orçadas em 32,8 milhões de euros e vão ser apresentadas pelo presidente da ANA - Aeroportos de Portugal, Jorge Ponce de Leão.

Olhão (15:05) e Tavira (16:30) são os pontos seguintes da visita do ministro do Planeamento, dedicados às obras de requalificação da Estrada Nacional (EN) 125 e à apresentação, no primeiro caso, dos estudos para a variante de Olhão e, no segundo, à identificação das intervenções prioritárias na EN 125, entre Olhão e Vila Real de Santo António.

A visita do governante ao Algarve termina às 17:45, em Alcoutim, com a participação na cerimónia de assinatura do protocolo para reforçar o financiamento europeu aos municípios do interior.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.

  • Défice recua em 2016 na zona euro e na UE

    Economia

    O défice e a dívida baixaram na zona euro e na União Europeia (UE) em 2016 face a 2015, tendo Portugal registado a terceira maior dívida (130,4%) entre os Estados-membros e um défice de 2%, segundo o Eurostat.