sicnot

Perfil

País

Marcelo considera difícil e insensato comentar já a administração de Trump

O Presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou hoje que "é muito difícil e é mesmo insensato" estar já a fazer comentários definitivos sobre a nova administração norte-americana chefiada por Donald Trump.

Marcelo Rebelo de Sousa foi questionado sobre o novo Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, durante uma conferência de imprensa conjunta com o Presidente da Sérvia, Tomislav Nikolic, que hoje iniciou uma visita de Estado de dois dias a Portugal.


Enquanto Tomislav Nikolic manifestou expectativa numa melhoria das relações entre os Estados Unidos e a Sérvia, o chefe de Estado português não quis fazer quaisquer comentários, argumentando: "Estar a comentar uma nova administração cinco dias depois da tomada de posse é muito difícil".


"E é mesmo insensato estar a fazer comentários definitivos sobre uma realidade que começa a afirmar-se", acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa, em resposta aos jornalistas, na Sala das Bicas do Palácio de Belém, em Lisboa.


O Presidente português reafirmou que Portugal e os Estados Unidos têm "uma relação histórica muito boa" e defendeu que "mudam os presidentes, mas não muda essa amizade".


"Fomos o primeiro Estado neutral a reconhecer a independência dos Estados Unidos da América. Portanto, é uma amizade muito antiga, traduzida numa forte comunidade portuguesa e lusodescendente nos Estados Unidos da América", referiu.


Por outro lado, Marcelo Rebelo de Sousa disse acreditar que "há hoje no mundo um apelo que toca a todos os estados, no sentido da construção da paz, da segurança, do respeito dos direitos das pessoas".


"Esse foi o apelo do novo secretário-geral das Nações Unidas, que por acaso, um bom acaso, é português, António Guterres. Em qualquer caso, é um bom apelo. E tudo o que na nova administração norte-americana for no sentido desse apelo é uma boa notícia", concluiu.

Lusa

  • Detido dono do cão que feriu criança com gravidade

    País

    O dono do cão de raça Rottweiler que esta terça-feira feriu com gravidade uma criança de quatro anos em Matosinhos foi detido pela PSP e o animal já foi recolhido no canil municipal, informou fonte oficial da autarquia.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.