sicnot

Perfil

País

Duas barras dos Açores e três do continente fechadas devido à agitação marítima

(AP/ Arquivo)

ANTÓNIO ARAÚJO

Duas barras dos Açores e três em Portugal continental estão esta quinta-feira fechadas à navegação devido à previsão de agitação marítima forte, de acordo com informação disponível na página da Marinha na Internet.

Segundo a Marinha, as barras de Madalena do Pico e Lages do Pico, na ilha açoriana do Pico, e Caminha, Vila Praia de Âncora e Esposende, no continente, estão fechadas a toda a navegação por causa da agitação marítima forte.

No continente, a barra da Póvoa de Varzim está condicionada a embarcações com calado superior a dois metros e em Vila do Conde as embarcações devem navegar apenas duas horas antes e depois da preia-mar.

Em São Martinho do Porto, a barra está condicionada devido a assoreamento, pelo que a navegação deve ser feita com cautela e a barra praticada apenas na preia-mar.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para esta quinta-feira na costa ocidental ondas de oeste-sudoeste com dois a três metros e na costa sul ondas de sudoeste com um a dois metros, aumentando para dois a três metros a partir da tarde.

O IPMA prevê para esta quinta-feira no continente céu muito nublado ou encoberto, com boas abertas gradualmente a partir do meio da tarde nas regiões a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela.

A previsão aponta também para períodos de chuva, por vezes forte nas regiões a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela a partir do início da manhã, passando gradualmente a regime de aguaceiros durante a tarde, que poderão ser ocasionalmente de granizo e acompanhados de trovoada a sul do referido sistema.

Está também prevista queda de neve acima de 1200/1400 metros de altitude, descendo a cota para 800/1000 metros de altitude no final do dia, vento fraco a moderado do quadrante sul, soprando até meio da tarde, moderado a forte no litoral, com rajadas até 80 quilómetros por hora e forte nas terras altas, com rajadas até 90 quilómetros por hora, rodando para oeste a partir da tarde nas regiões Centro e Sul.

O Instituto prevê ainda subida da temperatura mínima, que será acentuada no litoral, e descida da temperatura máxima no interior.

No que diz respeito às temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 10 e 14 graus Celsius, no Porto entre 10 e 13, em Vila Real entre 03 e 08, em Viseu entre 05 e 08, em Bragança entre -1 e 04, na Guarda entre 01 e 05, em Coimbra entre 09 e 11, em Castelo Branco entre 04 e 09, em Santarém entre 07 e 15, em Évora entre 05 e 12, em Beja entre 06 e 12 e em Faro entre 10 e 16.

Lusa

  • O tempo para hoje
    0:38

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje céu muito nublado ou encoberto, com boas abertas gradualmente a partir do meio da tarde nas regiões a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela. Períodos de chuva, por vezes forte nas regiões a sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela a partir do início da manhã, passando gradualmente a regime de aguaceiros durante a tarde, que poderão ser ocasionalmente de granizo e acompanhados de trovoada a sul do referido sistema.

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Maioria das praias do Algarve já não tem nadador-salvador
    2:19

    País

    A lei não obrigada os concessionários a garantir o serviço e, por isso, a esmagadora maioria das praias do Algarve está sem vigilância desde 30 de setembro. Ainda assim, os areais vão atraindo milhares de banhistas com as temperaturas altas que ainda se fazem sentir. Um nadador-salvador recomenda os banhistas a não nadar e, em dias de ondulação, evitar caminhadas à beira-mar.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31